Você está aqui: metodista Maiscidadania Educação Capacitação de professores da rede pública visa inclusão

Capacitação de professores da rede pública visa inclusão

07/01/2008
Capacitação de professores da rede pública visa inclusão

Um dos cursos oferecidos pela Secretaria através do Cape é informática para difientes visuais - Crédito: Agência Brasil

A Secretaria de Estado da Educação do Estado de São Paulo com o apoio do Centro de Apoio Técnico Especializado (Cape) capacitou 70 mil professores para dar aulas a deficientes físicos e mentais. Este ano serão investidos R$90 milhões em treinamento de educadores, ou seja, 9% a mais do que o orçamento de 2008. O Cape é o órgão da pasta responsável por projetos voltados à inclusão de alunos portadores de necessidades especiais em escolas estaduais.

O Cape foi criado com a finalidade de formular políticas de inclusão na maior rede de educação do País. Além disso, desenvolve capacitações a professores, diretores, supervisores e assistência técnico-pedagógico das cerca de 5 mil escolas estaduais. Esses treinamentos são feitos por meio de palestras, cursos e orientações e envolvem todos os tipos de deficiência: motora, visual, auditiva e mental. Em 2008 foram capacitados cerca de 25 mil educadores em todas as 91 Diretorias de Ensino do Estado.

Também cabe ao Cape capacitar professores para a identificação de alunos superdotados, com déficit de atenção ou hiperatividade. Sua equipe é composta por psicólogos, fonoaudiólogos e professores especializados que produzem materiais destinados a alunos com necessidades especiais.

Entre os cursos oferecidos pela Secretaria através do Cape estão informática para portadores de deficiência visual, identificação e conceitos pedagógicos para alunos disléxicos com déficit de atenção e hiperatividade, atendimento para alunos em classes hospitalares, ensino de língua portuguesa para surdos e um simpósio sobre educação inclusiva.

Programa de Capacitação para pessoas com deficiência

A Universidade Metodista de São Paulo possui um Programa de capacitação Profissional para Pessoas com Deficiência. O objetivo principal  é oferecer qualificação profissional para a pessoa com deficiência, visando o desenvolvimento de competências técnicas, pessoais e interpessoais.

Os cursos são destinados as pessoas com deficiência visual, auditiva, intelectual ou física que estão em busca de uma oportunidade de trabalho e deparam-se com exigências para concorrer às vagas, tais como: conhecimentos específicos de informática, processos administrativos, relacionamento interpessoal, atendimento ao cliente e comunicação.

Em 2008 foram oferecidos dois cursos gratuitos que tinham como tema "O mundo do trabalho e a pessoa com deficiência: qualificação de competências" e "O profissional e as competências de relacionamento interpessoal e liderança". Os cursos são estruturados para o reconhecimento e fortalecimento das competências e qualidades das pessoas e não na identificação de suas limitações.

“Por meio dos cursos, nós promovemos condições e recursos para que as pessoas com deficiência entrem no mercado de trabalho e se interessem em aprender mais”, diz a professora do curso de Psicologia da Metodista, Suzana de Mello Contieri.

Ela ainda completa que “esses cursos devem servir como incentivo, pois muitas empresas adéquam seu espaço físico para pessoas com deficiência, mas não dão a elas oportunidades para entrar no mercado de trabalho. Todos deveriam ver a pessoa com deficiência pelas suas qualidades e não pelas suas deficiências.”