Você está aqui: metodista Maiscidadania Reportagens Dia da Consciência Negra é comemorado dia 20

Dia da Consciência Negra é comemorado dia 20

19/11/2008
Dia da Consciência Negra é comemorado dia 20

Crédito: Agência Brasil

No dia 20 de novembro é comemorado o Dia da Consciência Negra. A data é feriado em algumas cidades e é um dia dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os negros correspondem a menos de 10% da população brasileira.

A data escolhida coincide com o dia da morte do líder negro Zumbi dos Palmares, que foi assassinado em 1695. O Dia da Consciência Negra é um dia para se lembrar a resistência do negro à escravidão. Há algumas entidades, como o movimento Negro, que organizam palestras e eventos educativos, visando atender, principalmente, crianças negras. Esses projetos procuram evitar o desenvolvimento do auto-preconceito, ou seja, da inferiorização perante a sociedade, além de debater temas como inserção do negro no mercado de trabalho, moda e beleza negra, identificação de etnias, etc.

O dia é celebrado desde a década de 1960, mas seus eventos só têm sido ampliados nos últimos anos. Até então, o movimento negro estava ligado ao dia 13 de maio, em que é comemorado a Abolição da Escravatura.

Em 2003, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou a Lei 10.639, que incorporava a comemoração ao calendário escolar brasileiro, mas cada município deve decidir se é ou não feriado. De acordo com Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), este ano 350 cidades do País devem aderir à comemoração.O Rio de Janeiro foi o primeiro município a decretar o Dia da Consciência Negra como feriado, em 1999. No ano de 2002, a data passou a ser feriado estadual. Na cidade de São Paulo, o feriado existe desde 2004. 

Espaço Consciência Negra

O Núcleo de Formação Cidadã da Universidade Metodista de São Paulo oficializou, desde março de 2007, com o apoio da Pastoral Universitária e o Núcleo de Artes , o Espaço Consciência Negra, onde acontecem discussões voltadas para a temática dos negros. Essa iniciativa visa criar um espaço educacional com possibilidade de reflexão.

Para a professora Lucilia Laura Pinheiro Lopes, uma das articuladoras do Espaço Consciência Negra,  o feriado representa a conquista e o reconhecimento da população afro- brasileira.. “Não há feriado que ressalte a importância dos negros no Brasil. Esse é um dia para refletir sobre os aspectos culturais, sociais e religiosos que eles trouxeram e que estão presente até hoje na cultura Brasileira”, afirma a professora.

Lucilia também destacou que no Dia Mais Cidadania, realizado no dia 25 de outubro, na Metodista, houve uma oficina sobre os afro-descendentes na América Latina e no Caribe. “É um momento de luta dos movimentos negros”, finalizou.

Mais informações no site www.metodista.br/nfc