delete

Charllotesville/EUA: Os fundamentalistas cristãos que empunham a Bíblia

A propósito da marcha pela supremacia branca, contra negros, judeus e LGBTIs, realizada em 12 de agosto passado, em Charllotesville, Virginia/EUA, com atos de violência que tiraram a vida de três pessoas, Mídia, Religião e Política recupera o texto do IHU On Line, de 2013, que traça o perfil religiosos conservador predominante na região do sul dos EUA. Por Martina Castigliani,  jornal Il Fatto Quotidiano, 05-08-2013. Tradução: Moisés Sbardelotto Há um profundo Sul dos Estados Unidos onde se vota nos republicanos e a regra é a conservação. A área é conhecida como Bible Belt, literalmente “Cinturão da Bíblia”, e inclui cerca de 12 Estados,...
delete

Debate: Religião em tempos de terrorismo – A violência está nos genes da religião?

Para alguns, a religião é quem nos salva nos momentos trágicos. Para outros, é um poder perigoso. A religião pode resolver conflitos? Um debate entre a pastora protestante alemã Antje Vollmer, ex-vice-presidente do Bundestag alemão, o cientista político alemão-egípcio Hamed Abdel-Samad e o jesuíta alemão Klaus Mertes, diretor do colégio St. Blasien e ex-reitor do colégio Canisius. Britta Baas, revista Publik-Forum, n. 14, 21-07-2017. Tradução: Moisés Sbardelotto. Sra. Vollmer, Sr. Abdel-Samad, Sr. Mertes, quase todas as semanas, vemos imagens de bairros incendiados, de pessoas chorando, de hospitais transbordando, de mortes em tantas partes do mundo. Muitas vezes, diz-se que o Estado Islâmico reivindicou certos ataques. Em outros lugares, outros grupos religiosos estão...
delete

Estado laico: Bíblia, religião e escola?

É possível estudar História pela Bíblia? A pergunta foi feita por um aluno ao professor Di Gianne de Oliveira Nunes, da Escola Estadual Monsenhor Alfredo Dohr, em Lagoa da Prata (MG). A primeira resposta de Di Gianne foi que Teologia e História deveriam ser tratadas separadamente. A afirmação, não resta dúvida, encontra respaldo em nossa legislação, afinal, o Estado brasileiro é laico, ainda que o ensino religioso seja permitido como disciplina optativa, vedada qualquer forma de proselitismo. Como o tema da aula era o Império Romano, o estudante insistiu: “Professor, o senhor disse que havia diversas profissões no cotidiano...
delete

Teóloga Ivone Gebara: “O povo não está apático. Está na luta contínua pela sua sobrevivência”

Freira, filósofa e feminista, Ivone Gebara rejeita a tese de que o povo brasileiro está apático e insensível diante dos retrocessos dos direitos sociais que estão ocorrendo no Brasil. Em entrevista ao Brasil de Fato, ela afirma que vê o período como um “respiro” para se repensar a democracia no país: “O povo está em uma luta contínua pela sua sobrevivência. E os momentos de manifestação de rua são especiais, mas quando eles não acontecem, isso não significa que o povo não está consciente do que ele precisa.” Ela refuta também a ideia de que não existe formação política de...
delete

Atuação evangélica na política é mais corporativa e menos cristã, entende professora de Ciências da Religião

Proibidos de exercer cargos eletivos pela Constituição de 1.824, o que começou a ser distendido com a chegada da República e cujo início formal na política se dá com a Constituinte de 1.934, os evangélicos somam hoje parcela numérica representativa no Congresso. São 85 deputados e dois senadores até este agosto de 2017, segundo contagem do DIAP (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar). Mas a atuação desses religiosos recebe reparos. “A pergunta é: em que medida a religião pode fazer a diferença na política? É um grande desafio, pois as bancadas evangélicas atuam voltadas para uma sociedade erguida sobre hierarquias...
delete

Seriam os evangélicos novos ativistas digitais?

“Do púlpito às mídias sociais. Evangélicos na política e ativismo digital” De Magali do Nascimento Cunha, Editora Prismas Lançamentos presenciais em São Paulo: 21 de agosto, na Universidade Metodista de São Paulo; 27 de setembro, Centro de Pesquisa e Formação/SESC Fanpage do livro: https://www.facebook.com/DoPulpitoasMidiasSociais/ __ A presença dos evangélicos na sociedade e na política aumentou significativamente no país, nas últimas décadas. Nas mídias sociais, sua visibilidade como ativistas políticos surge especialmente a partir de 2010. Contudo, ao contrário do que se imagina, eles não são um grupo uniforme, e sim um segmento formado por uma variedade de grupos, de distintas...