delete

Seriam os evangélicos novos ativistas digitais?

“Do púlpito às mídias sociais. Evangélicos na política e ativismo digital” De Magali do Nascimento Cunha, Editora Prismas Lançamentos presenciais em São Paulo: 21 de agosto, na Universidade Metodista de São Paulo; 27 de setembro, Centro de Pesquisa e Formação/SESC Fanpage do livro: https://www.facebook.com/DoPulpitoasMidiasSociais/ __ A presença dos evangélicos na sociedade e na política aumentou significativamente no país, nas últimas décadas. Nas mídias sociais, sua visibilidade como ativistas políticos surge especialmente a partir de 2010. Contudo, ao contrário do que se imagina, eles não são um grupo uniforme, e sim um segmento formado por uma variedade de grupos, de distintas...
delete

A esquerda, o silêncio e a religião

“A própria ideia moderna de esquerda é produto da contestação intelectual, é produto da potência crítica dos que pensaram contra a ordem. Logo, uma esquerda sem crítica não é esquerda. É só uma igrejinha. No diminutivo”, escreve Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, em artigo publicado por O Estado de S. Paulo, 27-04-2017. Segundo ele, “é interessante notar, hoje, que a Igreja Católica tem mais facilidade em discutir o dogma da “infalibilidade papal” do que o PT em pôr em pauta eventuais “erros” – falar em “crimes” seria pedir demais – cometidos pelo seu líder maior. O Vaticano até convive...
delete

Igrejas evangélicas são alvo dos movimentos de esquerda, aponta especialista

Uma pesquisa qualitativa da Fundação Perseu Abramo, ligada ao PT, foi divulgada recentemente mostrando uma mudança no perfil dos moradores da periferia. De modo geral, essa faixa da população está mais conservadora e isso se reflete necessariamente na questão política, tendo parado de votar nos partidos de esquerda. O sociólogo Gabriel Feltran, coordenador de Pesquisa do Centro de Estudos da Metrópole da Universidade de São Paulo (USP) e pesquisador do Núcleo de Etnografias Urbanas do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento afirma que isso será um ponto focal nas próximas eleições. Segundo ele, “a pesquisa é insumo para um debate importante...
delete

A ascensão do pentecostalismo: da religião à política. Entrevista especial com Christina Vital

O crescimento do pentecostalismo é um fenômeno que se expande para além da religião: ele “cresce ao mesmo tempo na base social e em espaços de poder, como mídia e cargos eletivos nacionais, estaduais e municipais”, diz a socióloga Christina Vital à IHU On-Line, na entrevista a seguir, concedida por e-mail. Um exemplo “bem-sucedido” dessa expansão na política, aponta, foi a vitória de Marcelo Crivella nas eleições municipais do Rio de Janeiro. “Quando Crivella foi eleito, a grande repercussão na mídia enfatizava aquela como uma vitória de sua denominação de origem. Mas não é esse o ponto: ele ganhou não por ser evangélico, mas porque fez inúmeras alianças...
delete

“As esquerdas perderam votos na periferia quando deixaram de ser esquerdas”, diz pesquisador

Professor da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), coordenador de Pesquisa do Centro de Estudos da Metrópole da Universidade de São Paulo (USP) e pesquisador do Núcleo de Etnografias Urbanas do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap), o sociólogo Gabriel Feltran pesquisa a periferia de São Paulo desde 2001. É ele quem comenta a pesquisa qualitativa da Fundação Perseu Abramo, recentemente lançada, sobre o imaginário social dos moradores da periferia de São Paulo. Uma pesquisa importante, segundo o professor, mas que não levou em conta a diversidade entre os moradores da periferia.  De modo geral, qual a impressão que...