delete

Segue a perseguição às religiões de matriz africana em MG: alguém se importa?

Por Makota Celinha, coordenadora do Centro Nacional de Africanidade e Resistencia Afro-Brasileira – CENARAB, de Belo Horizonte. Aos vinte e sete dias de outubro, às dezesseis horas recebemos na sede do Centro Nacional de Africanidade e Resistência Afro-Brasileira (CENARAB), a Senhora Valesca Pereira dos Santos e o senhor Gustavo Pereira dos Santos, ambos moradores da Rua 45, número 278, Bairro Imperador, em São Joaquim de Bicas, em Alto Paraopeba (MG) que, num ato de desespero e medo, nos procurou solicitando ajuda pelos fatos que se seguem: As pessoas referidas acima são uma família que tem uma propriedade na cidade de Mario Campos, propriedade...
delete

A quem interessa a onda de intolerância religiosa que sacode o Brasil?

Por Juan Arias O Brasil está destruindo um dos seus maiores valores, sua proverbial tolerância religiosa e a coexistência pacífica entre as diferentes confissões. A quem interessa essa onda iconoclasta que cresceu 4.960% em apenas cinco anos, que registra uma denúncia de hostilidade ou profanação de locais de culto e pessoas que os dirigem a cada 15 horas? Os mais perseguidos são os locais de culto das religiões de matriz africana, mas também atinge templos católicos e protestantes, igrejas evangélicas, centros espíritas e sinagogas judaicas. Imagens de orixás são queimadas, uma imagem de Nossa Senhora Aparecida é destruída a golpes de martelo,...
delete

Brasil registra uma denúncia de intolerância religiosa a cada 15 horas

Templos são invadidos e profanados. Em outros casos, há agressões verbais, destruição de imagens sacras e até ataques incendiários ou tentativas de homicídio. O cenário preocupa adeptos de diversas religiões e, em pelo menos oito Estados, o Ministério Público investiga ocorrências recentes de intolerância. Entre janeiro de 2015 e o primeiro semestre deste ano, o Brasil registrou uma denúncia a cada 15 horas, mostram dados do Ministério dos Direitos Humanos (MDH). Por Felipe Resk, José Maria Tomazela e Jonathas Cotrim, no O Estado de S. Paulo, 12-11-2017. Segundo levantamento da pasta, o Disque 100, canal que reúne denúncias, recebeu 1.486 relatos de discriminação religiosa no período, de xingamentos a medidas de...
delete

Terreiro de Candomblé será reconstruído com doação de igreja evangélica no Rio

Após um incêndio criminoso que destruiu o barracão Kwe Cejá Gbé de Nação Djeje Mahin, em 2014, o terreiro de candomblé da mãe de santo Conceição d`Lissá, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, será reformado. A verba de R$ 11 mil foi doada pela Igreja Cristã de Ipanema, que é evangélica, e pelo Conselho de Igrejas Cristãs do Estado do Rio de Janeiro (CONIC-Rio). A doação será oficializada — e celebrada — no dia 22 de novembro, em um café da manhã no terreiro. Representantes das duas religiões irão comparecer. A ideia de fazer a doação partiu da...
delete

Crimes de ódio contra muçulmanos estão em ascensão nos EUA

Muçulmanos nos EUA enfrentaram um aumento nos crimes de ódio em 2016, o ano em que se tornaram bodes expiatórios numa campanha presidencial extremamente polarizada no país, segundo novos dados do FBI divulgados em 13 de novembro. Os dados sugerem que os crimes de ódio contra muçulmanos aumentaram mais de 26% em 2016 chegando a 381 ofensas, segundo o FBI. É o segundo ano consecutivo de aumento; em 2015, os crimes de ódio já tinham aumentado quase 70% considerando os anos anteriores. Queixas de crimes de ódio contra muçulmanos nos EUA estão no nível mais alto desde o 11...