delete

Bolsonaro processa padre Júlio Lancelotti e pede R$ 50 mil por danos morais

O padre Júlio Lancelotti, coordenador da Pastoral de Rua de São Paulo, foi processado pelo deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ). A ação pede uma indenização de R$ 50 mil por danos morais. Em março deste ano, o religioso referiu-se ao parlamentar como“racista, machista e homofóbico” durante homilia que marcava o primeiro domingo da Quaresma na Capela São Judas, na capital paulista. À época, a declaração foi registrada e compartilhada nas redes sociais. A ação foi movida em abril pelo deputado na 7ª Vara Cível, Regional da Barra da Tijuca, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. O padre disse...
delete

Igreja compara homossexualidade a pirataria, tenta explicar e piora situação

Em postagem no Facebook, igreja evangélica Projeto de Deus comparou a homossexualidade à pirataria. Questionada, soltou nota em que piora a situação: “… “agora, à luz da minha fé eu vou te dizer que está errado… o que não é aceitável é querer colocar isso (a homossexualidade) como um padrão a ser seguido e empurrar goela abaixo na cabeça das pessoas.” A igreja evangélica Projeto de Deus, de São Carlos, interior de São Paulo, fez em sua página no Facebook postagem em que comparou a homossexualidade à pirataria. Veja imagem. Após polêmica que ocorreu nas redes, fez nota à sociedade, em 19 de julho, em...
delete

Câmara derruba decreto que regulamenta lei anti-homofobia no DF

Placar foi por 9 a 6, com duas abstenções. Deputados foram conduzidos pela bancada evangélica, incluindo o líder do governo; GDF afirmou que vai recorrer. Câmara Legislativa do Distrito Federal derrubou no dia 26 de junho o decreto que regulamenta a lei anti-homofobia. O placar foi por 9 a 6 pela derrubada da regulamentação, com 2 abstenções. Regulamentada depois de 17 anos, a lei prevê multa de até R$ 10 mil em caso de discriminação por orientação sexual. Ao G1, o governo disse lamentar e afirmou que vai recorrer da decisão da Câmara Legislativa. “Trata-se de uma atitude ilegal por invadir...
delete

‘Homem não foi feito para atividades de casa’, diz presidente da bancada evangélica

Descendente de japoneses budistas, o deputado Hidekazu Takayama (PSC-PR) coordena a bancada evangélica na Câmara dos Deputados desde abril. Junto com os católicos, as duas frentes contabilizam mais de 200 dos 513 deputados federais. Em entrevista ao HuffPost Brasil, o deputado deixa claro a prioridade da bancada: defender os preceitos cristãos e a concepção de família formada por um homem e uma mulher. “O governo é laico, mas o País tem bases cristãs”, justifica. Na avaliação de Takayama, a legalização do casamento gay desrespeita fronteiras. “Amanhã ou depois vão abrir o padrão para dizer que pode fazer sexo com...
delete

Evangélicos preparam ofensiva contra Rodrigo Janot

Como se Rodrigo Janot já não tivesse trabalho suficiente, ele agora terá de lidar com a grita dos evangélicos. Isso porque o procurador-geral da República mantém posição firme contra leis municipais que proíbem o ensino de educação sexual e ideologia de gênero. Com isso, deputados evangélicos planejavam uma visita à PGR no dia 20 de junho. Segundo Ezequiel Teixeira (Podemos-RJ), a atitude de Janot é autoritária. Ele fará um discurso contra a atitude no plenário da Câmara. “Querem, de qualquer forma, nos enfiar goela abaixo a doutrinação de nossas crianças e adolescentes nas escolas”, disse. A PGR já apresentou...