delete

Igreja compara homossexualidade a pirataria, tenta explicar e piora situação

Em postagem no Facebook, igreja evangélica Projeto de Deus comparou a homossexualidade à pirataria. Questionada, soltou nota em que piora a situação: “… “agora, à luz da minha fé eu vou te dizer que está errado… o que não é aceitável é querer colocar isso (a homossexualidade) como um padrão a ser seguido e empurrar goela abaixo na cabeça das pessoas.” A igreja evangélica Projeto de Deus, de São Carlos, interior de São Paulo, fez em sua página no Facebook postagem em que comparou a homossexualidade à pirataria. Veja imagem. Após polêmica que ocorreu nas redes, fez nota à sociedade, em 19 de julho, em...
delete

Câmara derruba decreto que regulamenta lei anti-homofobia no DF

Placar foi por 9 a 6, com duas abstenções. Deputados foram conduzidos pela bancada evangélica, incluindo o líder do governo; GDF afirmou que vai recorrer. Câmara Legislativa do Distrito Federal derrubou no dia 26 de junho o decreto que regulamenta a lei anti-homofobia. O placar foi por 9 a 6 pela derrubada da regulamentação, com 2 abstenções. Regulamentada depois de 17 anos, a lei prevê multa de até R$ 10 mil em caso de discriminação por orientação sexual. Ao G1, o governo disse lamentar e afirmou que vai recorrer da decisão da Câmara Legislativa. “Trata-se de uma atitude ilegal por invadir...
delete

Em defesa do Estado laico e apoio às “Diretas Já”, Parada Gay atrai multidão em SP

Com a temática da defesa do Estado laico, críticas à atuação da bancada evangélica no Congresso e apoio às “Diretas Já”, a 21ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo teve início por volta de 12h do dia 18 de junho, na avenida Paulista. O público foi estimado pela organização em 3 milhões de pessoas. Sob o lema “Independente de nossas crenças, nenhuma religião é lei. Todos e todas por um Estado laico”, a Paulista já mobilizava a multidão logo no início do evento. Famílias com crianças, jovens e veteranos de outras Paradas dividiam espaço na tradicional via paulistana, palco...
delete

A declaração da Ordem de Pastores Batistas do Brasil é desserviço e lenha na fogueira da homofobia

Por Ronilson Pacheco No dia 18 de Abril, a Ordem de Pastores Batistas do Brasil, entidade vinculada à Convenção Batista Brasileira, publicou uma declaração sobre homossexualidade, identidade de gênero e uniões homoafetivas. Um documento de seis páginas, em que a Ordem, e, consequentemente a CBB, expõe seu posicionamento sobre o assunto. Este artigo aqui só foi escrito por ser a melhor forma de expressar a indignação com a mediocridade de um documento que não só não contribui em nada para a conversa sobre o assunto, como usa expressões que voltam a jogar pessoas lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros para...
delete

Comunidade LGBT está sendo expulsa das escolas pelos conservadores, reclama ativista

O professor e diretor presidente da Aliança Nacional LGBTI, Tony Reis é uma figura controversa, que já teve grandes embates com quem se opõe à imposição da agenda gay no Brasil. Ele teve atritos públicos com Silas Malafaia, e tentou impedir que pastores falassem contra homossexualidade na TV. Após uma série de derrotas na esfera federal no tocante ao ensino da chamada “ideologia de gênero” nas escolas, Reis tenta junto à imprensa transformar isso em violação dos direitos humanos e reclama: “Há um setor da sociedade que saiu do armário: os conservadores.” Para o ativista, essa reação após anos de liberdade...