delete

Intelectuais criticam Marina Silva e abandonam Rede Sustentabilidade

Insatisfeitos com a conduta da ex-senadora evangélica Marina Silva, sete membros do Diretório Nacional da Rede Sustentabilidade anunciaram suas desfiliações do partido. Dentre eles, o antropólogo Luiz Eduardo Soares, um dos fundadores da legenda. O principal motivo apontado pelos intelectuais para a debandada é o autoritarismo de Marina com relação a temas-chave como o apoio ao PSB e ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. “As decisões estratégicas que foram conformando o perfil da Rede partiram todas de Marina e apenas dela, desde a decisão de entrar no PSB até a decisão favorável ao impeachment da presidente Dilma”, afirma a...
delete

Em nota, Marina Silva explica menção do seu nome por delator da Lava Jato

Íntegra da nota em que a presidente da Rede Sustentabilidade ex-senadora evangélica Marina Silva explica menção do seu nome por delator da Lava Jato, conforme matéria do jornal Folha de S. Paulo: A fonte jornalística que permitiu à Folha de S.Paulo produzir a manchete “Marina queria evitar elo com empreiteira, diz sócio da OAS” (edição de 14 de junho de 2016) conduziu o jornal a cometer um equívoco que evidencia mais uma vez a tentativa do senhor Léo Pinheiro de envolver a mim e a meu companheiro de chapa na campanha de 2010, Guilherme Leal, em práticas de financiamento ilegal...
delete

Reações ao impeachment: Marina Silva defende impeachment e diz que Temer é responsável por crise

    Candidata na eleição presidencial de 2014, Marina Silva, ex-senadora evangélica e porta-voz nacional da Rede, divulgou uma nota na segunda-feira (18/4) defendendo a aprovação da admissibilidade do impeachment da presidente Dilma Rousseff pela Câmara. Com o resultado de domingo, 17/4, o processo será analisado pelo Senado e pode levar à saída da presidente, que seria substituída por seu vice, Michel Temer. Apesar de defender a aprovação na Câmara, Marina Silva criticou o vice-presidente. Segundo ela, a “saída passa pelo TSE (Tribunal Superior Eleitora)”. “Nem Dilma, Nem Temer. Por uma nova eleição!”, afirma. A ex-petista diz aguardar o julgamento do TSE que pode anular a chapa vencedora...
delete

A um ano das eleições, partido de Marina Silva embola xadrez político; Rede já tem bancada e declara-se contra Estatuto da Família...

Demorou mais de dois anos para sair do papel, mas menos de uma semana após ter seu registro aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a Rede Sustentabilidade já embola o cenário político brasileiro. Em poucos dias, o partido idealizado pela ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva anunciou suas primeiras adesões de peso. Heloísa Helena, vereadora em Maceió e terceira colocada na disputa pela Presidência da República em 2006, deu o passo que ensaiava desde 2011 e deixou o PSOL, sigla que ajudou a fundar quando foi expulsa do PT, para aliar-se à ex-colega de Senado. O partido de esquerda ainda perdeu seu único senador,...
delete

Partido de Marina Silva é aprovado sem garantia de verba ou propaganda

O Tribunal Superior Eleitoral aprovou nesta terça-feira o registro da Rede Sustentabilidade, partido liderado por Marina Silva, candidata à presidência no ano passado. A oficialização ocorre dois anos e meio após a sua fundação, em 16 de fevereiro de 2013, quando os militantes tentavam reunir o número mínimo de assinaturas para registrar o partido no TSE e concorrer nas eleições do ano passado. Mas, não conseguiram o total necessário de signatários, e Marina Silva acabou se unindo a Eduardo Campos para concorrer como vice. Agora que venceu finalmente o obstáculo do registro, a Rede tem outros obstáculos pela frente. Um...