delete

Promotoria investigará ataques a terreiros religiosos no interior de SP

Os ataques a terreiros de matriz africana também chegaram a São Paulo e já estão sob investigação do Ministério Público Federal. O movimento Brasil Contra a Intolerância Religiosa registrou, nos últimos cinco meses, quatro ataques em municípios do Estado e encaminhou todas as informações para a Promotoria. A onda de ataques em São Paulo segue a sequência de crimes do tipo no Rio de Janeiro. No mês passado, a Polícia Civil carioca indiciou dez traficantes acusados de ataques a terreiros. Traficantes convertidos a igrejas neopentecostais teriam comandado algumas das ações. Em São Paulo, o caso mais grave ocorrido foi em...
delete

O fundamentalismo religioso não é por acaso. É sinal dos tempos

Por Luiz Carlos Azenha O professor e juiz de Direito Rubens Casara o disse bem, nos bastidores de uma entrevista com oViomundo: enganam-se os que acreditam que vivemos um período de exceção, que logo será superado pela “normalidade”. Todos aqueles que citam a ‘democracia liberal’ como parâmetro — ou princípios que a norteiam, como separação entre os poderes e estado laico, por exemplo — não se deram conta de que entramos numa nova fase, a da pós-democracia. Foi o que me levou a revisitar uma viagem que fiz ao Paquistão, para uma série de reportagens. Desembarcamos em Karachi, uma das...
delete

Polícia Federal negou direito de apoio espiritual ao reitor da UFSC, denunciam padres

O padre William Barbosa Viana, que também é doutor em Engenharia de Produção e chefe do departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) denunciou que a Polícia Federal (PF) impediu que ele oferecesse apoio espiritual ao reitor Luiz Carlos Cancellier, durante a sua prisão – o reitor foi encontrado morto em um shopping de Florianópolis em 2 de outubro. “Na verdade, e com muito sentimento, eu tentei por duas vezes me aproximar do professor para conversar com ele, e isso me foi negado. Por diversas razões, que são desarrazoadas”, afirmou o religioso, durante missa celebrada no último domingo...
delete

Aplicativo para denúncias de ataques a terreiros é lançado

Para tentar reverter o aumento de ataque a terreiros de Umbanda e Candomblé, principalmente na Baixada Fluminense, um aplicativo, o ‘Oro Orum – Axé eu respeito’, foi lançado na sexta-feira, 13/10, para envio de denúncias. “O objetivo é ter um novo dispositivo que, aliado às políticas públicas, dê mais segurança para as vítimas denunciarem”, explicou Léo Akin, idealizador do sistema. Ele defende ainda que a informação é a melhor forma de combater a impunidade. “Os dados coletados vão gerar um mapeamento dos ataques e também dos terreiros existentes, facilitando as investigações”. Mãe Elaine de Oxalá destacou a importância de...
delete

Como a intolerância religiosa tem se manifestado no Brasil

Uma mãe-de-santo obrigada a destruir objetos de sua fé sob a mira de um revólver. Frequentadores de terreiro alvejados por pedradas. Locais de culto de crenças afro-brasileiras invadidos e depredados. Protestos contra o uso de figuras de orixás no espaço público. Repúdio ao ensino do papel das religiões de matriz africana na história do Brasil. A vinculação do samba ao “culto ao demônio”. São casos ocorridos nos últimos 15 anos que mostram algumas das faces da intolerância religiosa no Brasil. De acordo com dados da Secretaria dos Direitos Humanos, ligada ao Ministério da Justiça, as denúncias de intolerância religiosa...