Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2017 / ONGs e Associações se preparam para arrecadar e realizar doações de Natal

ONGs e Associações se preparam para arrecadar e realizar doações de Natal

por luiza.lamas última modificação 07/12/2017 18h15
As principais ações realizadas pelas entidades são distribuir brinquedos e alimentos

Publicado em 07/12/2017 18h15

Última atualização em 07/12/2017 18h15

ONGs e Associações se preparam para arrecadar e realizar doações de Natal
Alguns alimentos que vão ser distribuídos pela ONG ABC do Bem - Foto: Divulgação/ABC do Bem

LUIZA LAMAS
Da Redação*

O Natal é uma época do ano muito esperada para trocar presentes, reunir as pessoas queridas e celebrar a vida. Mas, para algumas crianças, o importante mesmo é a oportunidade de receber brinquedos e alimentos para poder completar as refeições diárias. Nesse contexto, diversas ONGs e entidades têm trabalhado para arrecadar produtos para suprir essas necessidades, por meio de festas, almoços comunitários e outras ações natalinas.

A Associação Espírita José Domingues Bueno, localizada em Santo André, por exemplo, está trabalhando desde outubro na montagem de 550 cestas básicas.  “A gente faz uma noitada da pizza a cada 40 dias e, duas vezes por ano, as mulheres também organizam um chá. Nesse tipo de evento, a gente arrecada dinheiro para manter a casa e fazer todo o trabalho de doação das cestas. São mobilizados, mais ou menos, 100 voluntários num domingo para fazer as montagens”, conta o gestor comercial e diretor social da Associação, Jairo de Lima Júnior, 47. Ele acrescenta que o trabalho existe há mais de 30 anos e que a Associação também tem o costume de doar brinquedos.

Experiência semelhante tem José da Silva Lemes, 53, mais conhecido como Zé Neguinho. Ele e a família fazem parte do Grupo de Congado, localizado no Parque São Bernardo, que tem o costume de reunir as pessoas da comunidade no dia de Natal para distribuir presentes para as crianças e oferecer alimento. “No almoço de Natal a gente quer fortalecer a família, porque Natal é família. Nós atendemos quatro mil pessoas e as crianças até 12 anos ganham brinquedo”. Ele conta que, além disso, eles produzem a decoração do local em que é realizado o almoço e que há um Papai Noel que sai pela manhã distribuindo balas para a comunidade.

Outra entidade que também arrecada doces para os pequenos é a ABC do Bem, fundada em 22 de maio de 2015. Os voluntários da ONG costumam juntar pirulitos, chiclete, bombom e outros doces para montar kits para as crianças. “Tem muita criança que não recebe nada dos pais e são pessoas realmente muito pobres, que não têm condições de comprar um brinquedo, um doce. Nós fazemos mesmo de coração”, explica o responsável pela ONG e motoboy João Rodrigo Nalegaca, 35.

A professora Bárbara Nunes de Macedo, 28, é uma das pessoas que faz doações para a ONG ABC do Bem. Ela já ajudava outras instituições, mas começou a contribuir com Nalegaca por causa da amizade entre eles. “Eu ajudo, porque eu acredito que, por menos que eu faça, eu posso tornar a vida de alguém melhor. Eu acho que eu tive sorte de ter tido condições de ter estudado, de ter trabalhado e infelizmente muitas pessoas não têm”.

Ainda de acordo com a professora, o sentimento de ajudar o próximo acaba se tornando egoísta, pelo fato de as pessoas se sentirem bem por isso. “Acredito que qualquer pessoa vai dizer que ajudar ao próximo vai fazer bem para a gente. Eu não imagino abstrair como é que eu posso ser feliz sabendo que tem uma pessoa do meu lado passando necessidade. Então, quando a gente ajuda o próximo, se sente mais completo, mais feliz e ao mesmo tempo impotente, porque você vê que fez pouco; ajudou tanto, mas mesmo assim não é suficiente”.  

*Esta reportagem foi produzida por estagiários da Redação Multimídia da Universidade Metodista de São Paulo.

Ações do documento