Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Cidades / 2010 / 09 / Trens do ABC não são acessíveis a deficientes físicos

Trens do ABC não são acessíveis a deficientes físicos

por aluno última modificação 29/09/2010 09h15
Escadas estão no caminho dos usuários que querem sair da estação

Publicado em 22/09/2010 11h05

Última atualização em 29/09/2010 09h15

Trens do ABC não são acessíveis a deficientes físicos
Cadeirantes encontram dificuldades nas estações de trem do ABC – Foto: Rafael Noguera

LETÍCIA CARDOSO
RAFAEL NOGUERA

 

As estações da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) que atendem à região do ABC não oferecem acesso a quem possui deficiência física ou mobilidade reduzida.

O acesso do trem para fora das estações é feito por escadas. Usuários com dificuldades de locomoção ou cadeirantes precisam ser carregados por funcionários, seguranças ou até mesmo por passageiros presentes no local.

Os cadeirantes afirmam que o atendimento dos funcionários costuma demorar. “Tenho que ficar lá esperando um tempão. Têm boa vontade, mas não é uma coisa fácil, tem muita escadaria, a cadeira é pesada e é arriscado”, diz Tuca Munhoz, usuário do sistema e coordenador da ONG Instituto MID  - Para a participação social das pessoas com deficiência. Ouça abaixo a reportagem completa.

 

O decreto nº 5.296, de 2 de dezembro de 2004, diz que “a frota de veículos de transporte coletivo ferroviário e a infraestrutura de seus serviços deverão estar totalmente acessíveis aos portadores de deficiência no prazo máximo de cento e vinte meses.”

A CPTM afirma que está respeitando a lei e que, até 2014, todas as estações estarão plenamente acessíveis. A empresa diz também que os funcionários são treinados para ajudar os portadores de necessidades especiais a terem acesso aos trens.

Veja a declaração de um cadeirante sobre a falta de rampas na estação São Caetano.

 

 

 

 

Ações do documento