Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Cidades / 2016 / Rua Déa Fongaro é alvo de desrespeito à sinalização

Rua Déa Fongaro é alvo de desrespeito à sinalização

por erika.motoda última modificação 19/05/2016 11h45
Reclamações continuam mesmo após a implantação de placas de estacionamento proibido

Publicado em 17/05/2016 10h58

Última atualização em 19/05/2016 11h45

Rua Déa Fongaro é alvo de desrespeito à sinalização
Placa de proibido estacionar é ignorada por muitos motoristas – Foto: Ricardo Arguejo

RICARDO ARGUEJO LAFASSE
Especial para o RROnline*

 O desrespeito das pessoas quando se está ao volante é presenciado em diversas vias públicas, como por exemplo na rua Déa Fongaro, no Rudge Ramos, em São Bernardo, onde no último mês moradores fizeram reclamações sobre a falta de respeito com a sinalização. Mesmo com seis placas de estacionamento proibido no lado direito, ao longo dos 300 metros da rua, alguns motoristas continuam a desafiar as normas do trânsito e parar o carro a qualquer hora.

Waldecir Rodriguero, de 44 anos, funcionário há 23 anos em uma oficina na rua Déa Fongaro, explicou que é muito comum presenciar o estacionamento proibido. “Muitos param embaixo das placas”, diz. Ele também lembrou que o desrespeito traz muitos problemas para quem dirige diariamente por ali. “Caminhões do lixo têm dificuldades para fazer a coleta porque a rua é estreita e não dá para passar. Fica difícil um veículo grande daqueles transitar aqui”.

Ana Eudes, de 45 anos, mora na rua há 30 e já presenciou o desrespeito das pessoas. "Uma vez eu vi caminhoneiros retirando as placas para poder passar com o caminhão. Para mim, esse problema não tem solução”, disse.

O departamento de trânsito de São Bernardo respondeu, em nota, que a denúncia foi colocada em uma lista de ocorrências para ser averiguada.

*Esta reportagem foi produzida por alunos do Curso de Jornalismo da Universidade Metodista de São Paulo

Ações do documento