Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Comportamento / 2018 / Alimentação natural é a nova dieta para os animais domésticos

Alimentação natural é a nova dieta para os animais domésticos

por natalia.rossi última modificação 19/09/2019 12h26
Veterinários afirmam que comidas naturais podem trazer benefícios, mas não devem substituir completamente a ração industrializada

Publicado em 19/09/2019 12h26

Última atualização em 19/09/2019 12h26

Alimentação natural é a nova dieta para os animais domésticos
O processo de produção dos alimentos para animais é semelhante ao de uma cozinha de restaurante - Foto Divulgação/La Pet Cuisine

CAMILLA THETHÊ
Da Redação*


Já parou para pensar na alimentação do seu animal de estimação? Atualmente tem sido muito falado sobre comidas naturais para os animais domésticos. Por esse motivo, Deborah Falci, 39, formada em cinema aderiu a alimentação natural na vida de seus cães. “Sou tão preocupada em comer cada vez menos coisas industrializadas, então pensei que não faz sentido ir no caminho inverso com meus cachorros”, conta.

De acordo com a veterinária Maria Marta, muitas vezes, é preferível a comida natural para os animais pela grande industrialização das rações e a dificuldade de metabolização. “É notável que com o passar dos anos há uma sobrecarga dos rins e do fígado por conta do uso dos produtos industrializados, então é importante mesclar um pouco de ração de manhã e uma comida natural no final da tarde, por exemplo, ou vice-versa”, explica. Além disso, a médica ainda afirma que o uso da ração é importante para a dieta dos animais e não deve ser tirada totalmente. “A ração é fundamental até completar o crescimento, não é indicado usar alimento natural até um ano de idade, porque nesse período o animal está formando os ossos, então precisa de um nível adequado de cálcio e nutrientes. A partir de quatorze ou quinze meses, já é possível mesclar com comida natural”.

As mudanças no animal ao fazer as intercalações das refeições são nítidas, assim como aponta a veterinária Giovanna Del Cistia, 22, que mudou a dieta dos seus dois gatos. “Eu estudei sobre alimentação natural e fiz alguns cursos. Depois disso me senti segura para tirar a ração. Com essa mudança, os pelos, o apetite e o comportamento dos dois melhoraram muito”. A cineasta Deborah compartilha da mesma opinião com seus cachorros, mesmo com algumas dificuldades no início. “A princípio a mudança não foi muito positiva, porque os pelos caíram. Mas agora eles estão ótimos e além disso, as fezes melhoraram muito”, conta.

A alimentação natural para os animais de estimação é composta por proteína, legumes de baixo índice de carboidrato e verduras, assim como explica a veterinária Maria Marta. “Normalmente a gente faz uma parte de proteína, como, peixe, frango, carne moída, coração de boi, fígado, ovo cozido. Você pode usar legumes, por exemplo, chuchu, abobrinha, beterraba, cenoura, até talos de hortaliças, como de couve, brócolis, espinafre, e as próprias folhas escuras. É preferível evitar muito carboidrato, por exemplo, batata, mandioca, e mandioquinha. Mas o uso do arroz e arroz integral, é permitido.”, explica. A médica lembra também da importância de um acompanhamento veterinário para a mudança de dieta. “Mesmo que a alimentação seja natural tem que ser orientada por um médico veterinário. Porque se você falhar, por exemplo, sem tanta proteína como deveria, ou sem orientação de um especialista, pode acabar interferindo na saúde do animal”, afirma.

Não tem tempo de cozinhar? Veja as dicas.

Para aqueles que não conseguem cozinhar diariamente para o seu animal e quer, mesmo assim, aderir a alimentação natural, ainda é possível. Existem restaurantes que além de preparem as marmitas para os cães ou gatos, também entregam. Como, por exemplo, a La Pet Cuisine, que prepara alimentos frescos diariamente e entrega na Grande São Paulo. “Recebemos e checamos os ingredientes. Depois cortamos e cozinhamos as carnes, legumes e grãos. Há o choque térmico no ultra congelador e, depois, misturamos os ingredientes. Pesamos e embalamos a vácuo. Os ingredientes são selecionados e entregues diariamente por nossos fornecedores. São ingredientes frescos e com padrão de qualidade para consumo humano”, afirma a representante do restaurante.

A Fabrica Comida Natural, também oferece serviços de entrega e de preparo. “Todas as dietas são feitas com ingredientes cem por cento naturais, livres de transgênicos, corantes e conservantes químicos. Além disso, contamos com diversas dietas tradicionais ou especiais para atender as necessidades de cada animal. A Fábrica fica em São Caetano do Sul, mas atendemos na Grande São Paulo, ABC Paulista e Baixada Santista”, conta a representante da Fábrica. 

A preparação das refeições quando chegam é simples e fácil de fazer, assim como explica a representante da La Pet Cuisine. “Os alimentos podem ser descongelados na geladeira, em banho maria ou no micro-ondas. As comidas podem ser servidas levemente aquecidas da mesma forma. Só é preciso tomar cuidado ao usar o micro-ondas, pois nossos alimentos são suplementados com vitaminas e minerais que perdem suas propriedades nutricionais quando aquecidos acima de 50ºC”. A Fabrica Comida Natural ainda acrescenta as dicas sobre o armazenamento. “A comida vem congelada e embalada a vácuo, duram três meses no freezer e até cinco dias na geladeira”. 

*Esta reportagem foi produzida por estagiários do Curso de Jornalismo da Universidade Metodista de São Paulo

Ações do documento