Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Entenda como vai funcionar as modalidades de Saque proposto pelo Governo Federal

Entenda como vai funcionar as modalidades de Saque proposto pelo Governo Federal

por leticia.rodrigues1 última modificação 17/09/2019 14h00
A liberação do saque imediato pode equivaler a R$ 28 bilhões até o fim do ano, segundo a Caixa

Publicado em 17/09/2019 14h00

Última atualização em 17/09/2019 14h00

Entenda como vai funcionar as modalidades de Saque proposto pelo Governo Federal
A liberação do saque imediato pode equivaler a R$ 40 bilhões de reais entre 2019 e 2020, segundo a Caixa Econômica Federal - Foto: Arquivo pessoal/RRO

AMANDA CAIRES
Da Redação*

O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço é um direito de todo o trabalhador, e no mês de julho, o Governo Federal anunciou medidas para aprimorar-lo através da medida provisória n°889. Entre as iniciativas previstas estão a liberação do saque imediato de até R$500,00 por conta vinculada e também o saque-aniversário, que prevê a retirada de um percentual do FGTS uma vez por ano a partir do ano que vem.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, a liberação do saque imediato pode equivaler a R$ 28 bilhões apenas em 2019, e R$12 bilhões em 2020; o que abrange 96 milhões de trabalhadores, correspondendo a 46,3% dos brasileiros. Ainda segundo a Caixa, o valor dos saques equivale a 0,58% do PIB do Brasil e 18,6% da renda média das pessoas que estavam empregadas no início de 2019.

No entanto, para o professor de economia, Alexandre Borbely, o saque imediato ajuda muito pouco a economia porque, segundo ele, esse valor não significa que aumentará muito o consumo e que esse dinheiro terá mais chance de ser usado para pagar dívidas. “Muito provavelmente esse dinheiro vai ser usado para ele sair do negativo, tendo em vista que a inadimplência está alta, então essa será uma forma de ajudar o trabalhador”, explica.

Para receber o dinheiro, o pagamento foi dividido em dois calendários. O primeiro é para quem possui conta poupança na Caixa Econômica Federal. O correntista terá o valor do saque depositado automaticamente a partir do dia 13 de setembro. Quem não tem conta poupança na caixa, poderá retirar o dinheiro nas lotéricas ou nas unidades de atendimento correspondentes a Caixa a partir do dia 18 de outubro de 2019. O cronograma de pagamento depende do mês de nascimento. Para conferir os valores disponíveis e as datas basta acessar o site da Caixa Econômica Federal.

É importante lembrar que o saque imediato permite resgatar o valor de até R$ 500,00 por conta, tanto ativa quanto inativa, ou seja, caso o trabalhador tenha duas contas ele receberá até R$ 1 mil. Quem for retirar o dinheiro nas unidades relacionadas a Caixa, é necessário apresentar o cartão cidadão com senha e um documento com foto, caso apresente apenas o documento de identidade, só poderá receber até R$ 100,00 por conta.

Yan Campoi, que trabalha como assistente administrativo em Santo André, diz que o dinheiro disponibilizado pelo saque imediato veio no momento que ele precisava. “Estou com alguns planos para o final do ano e um deles era comprar um celular novo, porque eu estava precisando”, conta.

Caso o trabalhador tenha conta poupança na Caixa e não queira receber o saque imediato, é necessário solicitar o cancelamento do crédito pelo site do Banco, pelo Internet Baking Caixa ou pelo aplicativo FGTS.

Já o saque aniversário surge como uma nova opção para o brasileiro. Quem escolher essa medida terá de informar a Caixa Econômica a partir de outubro, mês em que o banco divulgará as informações sobre como e onde eleger esse saque. Ele não é obrigatório, mas quem decidir por ele não poderá voltar ao modelo antigo em um período de dois anos.

O advogado em direito tributário e previdenciário, Guilherme Batista, lembra que caso o trabalhador queira optar pelo saque aniversário, ele não poderá sacar o valor total da conta por motivo de demissão, mas ele continua tendo direito as demais modalidades de saque, incluindo a multa rescisória de 40%. “É importante ter certeza que você terá estabilidade no emprego ou não será demitido, já que a maioria dos pedidos de saque é por conta da demissão.”, explica.

Eliene Silva, que trabalha como vendedora em São Bernardo, diz que não participará do saque imediato por que não será relevante para ela a quantia disponibilizada. No entanto, ela afirma que o saque aniversário parece ser uma opção interessante. “Eu estou pensando em utilizar valor do saque aniversário para depositar na conta poupança, pois, rende um pouco mais que o FGTS e vou ter livre acesso à quantia”, diz.

No Saque aniversário, contas com saldos menores poderão resgatar uma porcentagem maior do FGTS disponível, e quanto mais alto o fundo, menor será o percentual do valor a ser retirado. Para ver a alíquota disponível de recebimento em relação ao limite das faixas de saldo, basta acessar ao site da Caixa Econômica Federal.

*Esta reportagem foi produzida por estagiários do Curso de Jornalismo da Universidade Metodista de São Paulo

Ações do documento