Especial: as diversas formas de pesca no ABC



BRUNO PEGORARO
MARINA HARRIZ
Da Redação*

A pesca sempre foi considerada uma prática de sobrevivência, e com o passar do tempo, além do mar, a represa se tornou um lugar tão importante quanto as águas salgadas para a captura de peixes que movimenta a economia e o comércio no país.

Um dos lugares mais procurados na região para a pesca amadora é a represa Billings, que banha São Bernardo e cidades próximas. O curso da água do reservatório passa pelo centro comercial do Riacho Grande. E essa área teve grande crescimento em função de pescadores locais, pois com a presença deles, dezenas de lojas de pesca foram abertas.

Porém, com a poluição das águas e com problemas de segurança, o movimento na região caiu, como comenta o comerciante Fabrício Jorge que tem um estabelecimento há 16 anos “Em 2005, o Riacho era como é a 25 de março na época de temporada. As lojas de pesca tinham muito movimento, algumas abriam entre 4h30 e 5h e funcionavam até as 18 horas, podendo ter horário estendido até 20h. Hoje, o comércio virtual cresce a cada dia e a falta de peixes na represa fizeram com que o número de clientes diminuísse”, disse.

Ainda de acordo com o comerciante, no auge das vendas o local foi considerado o maior shopping aberto de pesca da América Latina. Na época, havia um total de 23 lojas. Atualmente são 11.

Além do comerciante, muitos pescadores reclamam da violência na represa, como conta o aposentado Ailton Paschoin, 69, que tem o hábito de pescar desde os 14 anos. “De vez em quando eu vou pescar em represa, mas o problema é o carro, tem que se preocupar em achar um bom lugar para estacionar, porque o roubo é violento”.

Paschoin relata que atualmente os peixes que mais são fisgados na represa são traíra e lambari. No entanto, ele também gosta de pescar no mar. “É bom porque quando joga a isca, você não sabe o que vem. Não sabe se vai pegar alguma coisa ou não”, finaliza.

 

Atualmente, os pesqueiros se tornaram o refúgio dos pescadores. Com isso, a pesca predatória deu lugar a pesca esportiva. Confira mais na reportagem:

 

Repórter: Bruno Pegoraro
Editora de texto: Marina Harriz
Edição: Murilo Rodrigues e Fernando Moretti

 

Com a popularização da pesca esportiva, os pescadores se uniram para pescar juntos e disputar torneios da modalidade. Ouça na reportagem:

Reportagem: Marina Harriz
Trabalhos Técnicos: Léo Engelmann

 

Publicado em 22/12/2017 12h30