Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Saúde / 2017 / Homeopatia pet complementa medicina veterinária

Homeopatia pet complementa medicina veterinária

por alvaro.casado última modificação 06/12/2017 11h22
Tratamento traz resultados mais rápidos quando combinado com a alopatia

Publicado em 06/12/2017 11h22

Última atualização em 06/12/2017 11h22

Homeopatia pet complementa medicina veterinária
O tratamento pode atuar junto da medicina tradicional em alguns casos de

RENATA DELMONDES
Especial para o Rudge Ramos Jornal*


A terapia alternativa já é uma realidade na área de saúde animal. Apesar de ser um tratamento pouco procurado pela maioria dos tutores e ainda estar se evidenciando aqui no Brasil, os tratamentos homeopáticos para pets têm ajudado como um complemento à medicina tradicional, promovendo o bem-estar e prolongando a vida de muitos animais.

Já faz algum tempo que os animais de estimação passaram a ser uma parte importante da família. Pelo bem-estar de um bichinho os tutores não medem esforços para conseguir sempre o melhor. Os donos mudaram suas prioridades, e a área da medicina veterinária vem melhorando cada vez mais.

Os tratamentos homeopáticos podem ser aplicados no bicho de estimação. O objetivo é diminuir o uso de medicamentos alopáticos. A homeopatia animal pode atuar em várias causas, desde alergias, problemas articulares, comportamentais, recuperações pós-cirúrgicas, entre outros.

Mas tem beneficiado especialmente animais que tenham comprometimento de rins ou fígado e que por este motivo não podem mais utilizar medicações tradicionais. Um diferencial é que esse tratamento tem indicação para animais de qualquer idade e pode atuar tanto em casos de doenças agudas quanto crônicas.

O tratamento homeopático não foca em apenas uma parte individual. Em casos de infecção, por exemplo, o homeopata vai tratar dele de forma geral. “Nós costumamos falar que na homeopatia não tratamos a doença, mas sim o doente. É um todo, a pessoa ou o animal inteiro e isso inclui a parte mental, geral, física e emocional. A junção desse todo é que vai trazer a medicação para esse animal”, explica Allice Vingris, médica veterinária especializada em homeopatia.

Mas a médica acha importante deixar claro que a homeopatia nem sempre precisa ser um tratamento alternativo, mas também complementar. “Ela integra toda a parte do tratamento do ser, então não precisamos escolher só uma opção de tratamento, quanto mais associarmos e integrarmos, melhor e mais rápido será o resultado”, diz a homeopata.

A publicitária Mariana Tiemi Vieira, é dona da cadelinha Chica. Quando Mariana levou seu pet para castrar, o veterinário que a operou acabou se descuidando e ela ficou três meses com o útero suturado. Nesse tempo outro problema surgiu, Chica teve piometra, uma infecção uterina, e ao retornar à sala de cirurgia a publicitária descobriu que sua cachorrinha tinha um problema no rim.

“Tivemos que aguardar. Ela ficou 20 dias internada, tentamos evitar a retirada do rim, mas no final não deu”, conta a publicitária. Depois, surgiram novos problemas: Chica agora tinha cristais na bexiga e sua função renal estava no limite. O uso de medicamentos tradicionais acabaria sobrecarregando o rim que sobrou, então Mariana recorreu à homeopatia veterinária.

Chica faz uso da homeopatia há 2 anos e desde que começou o tratamento, dentro de três meses sua tutora pôde ver um resultado rápido e animador. Através de exames, Mariana soube que a função renal da cachorrinha estava normal e que não haviam mais cristais na bexiga dela. A partir daí ela continua com a homeopatia.

Por conta da perda de um dos rins, Chica terá que fazer uso constante de medicamentos homeopáticos até o fim da vida, mas sua tutora não vê isso como um problema. “Usamos a homeopatia para cuidar do único rim que ela tem e só vejo benefício nisso. Ela toma as “bolinhas” dela todos os dias mega feliz”, conta Mariana.

Leia mais:
Quando a brincadeira cura
Cores ajudam no tratamento de doenças

*Esta reportagem foi produzida por alunos do curso de Jornalismo da Universidade Metodista de São Paulo

Ações do documento