Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Saúde / Pasta 1 / Apesar do sucesso pirata, 'Wolverine' manda bem nas bilheterias

Apesar do sucesso pirata, 'Wolverine' manda bem nas bilheterias

por cienciaesaude — última modificação 04/06/2009 09h15
Filme que apareceu na web antes do lançamento e teve mais de 4 milhões de downloads é um dos maiores sucessos do ano em todo o mundo. Longa segue em cartaz nas salas do ABC.

Publicado em 04/06/2009 09h15

Última atualização em 04/06/2009 09h15

Apesar do sucesso pirata, 'Wolverine' manda bem nas bilheterias
O ator Hugh Jackman em cena de "X-Men Origens: Wolverine" - Foto: Divulgação

BRUNO GALO

Quando estreou em todo o mundo, há cerca de um mês, a expectativa era grande. "X-Men Origens: Wolverine", com orçamento superior a U$S 150 milhões, vazou na internet e deixou a dúvida no ar: fracassaria nos cinemas? Afinal, a pirataria é apontada pelos estúdios como um dos principais motivos da queda nas bilheterias. Mas a incerteza acabou quando o filme cravou a melhor estreia do ano nos EUA, com mais de U$S 85 milhões arrecadados.

À época do lançamento no cinemas, o longa do mutante das garras afiadas havia sido um fenômeno nos sites de torrents, com mais de 4 milhões de downloads, segundo informou o estúdio Fox. No Brasil, o filme é o segundo mais visto do ano, atrás apenas do fenômeno nacional "Se Eu Fosse Você 2", com pouco mais de 3 milhões de espectadores.

Dizer que a pirataria atrapalhou ou ajudou no resultado final de bilheteria seria leviano.  Entretanto, este não é o primeiro filme maciçamente pirateado a ter uma carreira bem-sucedida no cinema. O brasileiro "Tropa de Elite" é o exemplo mais comumente citado. No caso de "Wolverine", a explicação talvez esteja no imenso número de fãs do personagem.

"Quando fiquei sabendo do vazamento do filme, decidi não baixar. Afinal, tinha esperado muito para ver um filme solo do Wolverine e queria ter a experiência de ver no cinema", afirmou o jornalista Jocelyn Aurrichio, de 33 anos, morador da cidade de Santo André e adorador do personagem desde jovem. "Além disso, se todo mundo baixar o filme e acabar não indo no cinema, o filme seria um fracasso, o que diminui a chance de outros heróis dos quadrinhos serem adaptados para o cinema", avalia.

Com ou sem ajuda da pirataria, o fato é que o resultado nas bilheterias animou os produtores, que já planejam uma continuação.

Ações do documento

registrado em: