Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Saúde / Pasta 3 / Medicina ABC recebe 1ª doação de corpo em vida

Medicina ABC recebe 1ª doação de corpo em vida

por cienciaesaude — última modificação 12/08/2008 11h10
Faculdade oficializa primeira inscrição no programa de captação de doadores de corpos em vida após um ano.

Publicado em 12/08/2008 11h10

Última atualização em 12/08/2008 11h10

SANDRA PAZZINI
da Redação

A Faculdade de Medicina do ABC (FMABC) oficializou, na quarta-feira (6), o primeiro termo de doação de corpo para estudos após mais de um ano do lançamento da campanha. A doadora é moradora de São Bernardo e, após sua morte, seu corpo será tratado com produtos apropriados e permanecerá disponível para estudos por até 20 anos.

Atualmente, os corpos utilizados pelos alunos são os não reclamados pelos familiares no Serviço de Verificação de Óbitos (SVO). Segundo o professor titular do setor de anatomia da FMABC, José Henrique Busetti, esta quantidade não ultrapassa quatro por ano, o que limita o aprendizado de processos como o de dissecação, por exemplo.

Para a advogada da FMABC, Maria Medeiros, esta primeira doação pode incentivar mais pessoas a doarem seus corpos para estudo. “No início de 2007 nós publicamos em um jornal de grande circulação o programa para doação, em vida, de corpos para estudo. Na verdade não foi uma campanha, foi mais para informar a população sobre a importância e a necessidade do estudo prático pelos alunos, e que doações poderiam ser feitas para a faculdade de medicina”, afirmou a advogada.

“Hoje os corpos enviados para a FMABC são todos oriundos do SVO de São Paulo. O SVO de Santo André não nos atende, por isso as dificuldades são muitas”, complementou Maria.

A advogada ressaltou que os corpos doados só poderão ser utilizados para pesquisa, e que não existem empecilhos para a doação, basta que o doador assine um termo ou uma declaração de última vontade, tendo como testemunha pelo menos um familiar – a família precisa estar de acordo também.

Os corpos doados só não poderão ser utilizados em casos de morte trágica, como assassinato, acidente automobilístico e suicídio.

  • Serviço

Para mais esclarecimentos sobre a doação de corpos para estudos, procure por Maria Medeiros, no telefone (11) 4993 5434.

Ações do documento

registrado em: