Você está aqui: Página Inicial / Rudge Ramos Jornal / No Brasil, há cerca de 3 bilhões de formigas

No Brasil, há cerca de 3 bilhões de formigas

por jessica.rodrigues1 — última modificação 15/06/2012 09h33

Publicado em 15/06/2012 09h30

Última atualização em 15/06/2012 09h33

No Brasil, há cerca de 3 bilhões de formigas
Formigueiros podem se formar nos cantos das paredes Foto: Leonardo de Oliveira/ RRJ

IGOR GUIMARÃES
Do Rudge Ramos Jornal*

Mesmo sendo um incômodo nas cidades e dentro de casa, as formigas são essenciais para o controle da biodiversidade. A existência desse inseto tem relação com inúmeros fatores que geraram a vida na Terra.

Segundo a pesquisadora Deborah Gordon, em seu livro “Formigas em Ação – Como se organiza uma sociedade de insetos” (Editora Jorge Zahar - Ltda, 2002 - 144 páginas), elas ocupam o terceiro lugar em número de espécies. São consideradas os insetos mais evoluídos, além da alta facilidade de se adaptar a vários ambientes. Em primeiro e segundo lugar estão, respectivamente, os besouros e as borboletas.

Leia também: Praga pode estar até em aparelhos e Saiba quais são os riscos causados pela formiga

Durante 17 verões, Deborah e sua equipe de cientistas enfrentaram o calor do deserto do Arizona (EUA) para estudar o comportamento de formigas. Nesse período, após estudos geológicos, descobriram que esse inseto se mostrou semelhante a fósseis de 100 milhões de anos.

Os números sobre o inseto espantam. Segundo reportagem da revista “Super Interessante” de agosto de 1993, da Editora Abril, intitulada “A dura vida das formigas”, estima-se que exista em torno de 10 quintilhões de formigas, ou seja, uma população maior que a de todas as aves, répteis e anfíbios juntos.

Só no Brasil, de acordo com a reportagem, existem cerca de 2.000 espécies de formiga, sendo que 20 a 30 dessas espécies são consideradas pragas. Só essas formigas que habitam o país somam, por volta, 3 bilhões de indivíduos, algo em torno de 23 insetos para cada brasileiro.

Para o biólogo e professor Daniel Colombo, a alta presença desse inseto ocorre pelo fato de as formigas habitarem praticamente todos os ambientes terrestres, com exceção dos polos. “São insetos cooperativos com a prole. Sobrevivem pela divisão do trabalho. Também se adaptam fácil ao ambiente. Comem quase tudo que é orgânico”, disse Colombo.

As colônias podem variar de tamanho - existem relatos de formigueiros de até 6 metros de profundidade espalhados em áreas de quase 3 quilômetros quadrados - e os ninhos podem ser construídos em diferentes locais. Nas moradias, os formigueiros são construídos, geralmente, sob azulejos, batentes de portas, sob o piso e o mobiliário.

Em seu livro, Deborah Gordon também hierarquiza a população desse inseto. As rainhas são os maiores indivíduos de uma colônia – algumas chegam a medir até 3 centímetros - podendo haver uma ou mais rainhas conforme a espécie. Também possuem asas que caem após o voo nupcial e são responsáveis pelo surgimento de ovos. Aliás, são os únicos seres da colônia que fazem sexo.

As formigas aladas, ou “machos do formigueiro”, são encarregadas de cruzar com a rainha e produzir as chamadas formigas operárias. Essas, por sua vez, são fêmeas estéreis que formam a grande parte da colônia e são responsáveis pela manutenção do ninho.

O tempo de vida também varia conforme a hierarquia que o inseto pertence e também à sua espécie, sendo que as operárias vivem de 2 meses a 1 ano, e as rainhas podem viver de 2 a 20 anos, conforme a espécie. Já os machos morrem logo após a cópula.

Mesmo com a vida curta, as formigas são importantes para o ecossistema. Em atividade, enriquecem o solo, disseminam sementes. Também são faxineiras, pois comem até 90% dos cadáveres e material orgânico em decomposição.

Também são fonte de alimento para outros animais. Segundo a ambientalista e técnica nutricional do Zoológico de São Paulo, Raquel Riyuzo, um tamanduá adulto chega a comer até 30 mil formigas por dia.

*Esta reportagem foi produzida por alunos do curso de Jornalismo da Universidade Metodista de São Paulo

Ações do documento

registrado em: