Você está aqui: Página Inicial / Vídeos / Reportagens / 2017 / Comércios se mantêm tradicionais no Rudge Ramos

Comércios se mantêm tradicionais no Rudge Ramos

por luiza.lamas última modificação 19/05/2017 18h33

Publicado em 11/05/2017 18h09

Última atualização em 19/05/2017 18h33

Da Redação*

Comércios tradicionais fazem parte da história de qualquer lugar e no bairro Rudge Ramos não é diferente.  Há mais de 50 anos, os estabelecimentos começaram a se instalar no bairro, que conta com mais de 40 mil habitantes. A Comercial Jackey, por exemplo, mantem um estilo tradicional e oferece aos clientes opções de produtos para relembrar os velhos tempos. O dono deste comércio, Kléber Athos, conta a relação que adquiriu com os clientes depois de anos de história. "Eu não tenho muitas pessoas como clientes, mas como amigos. São pessoas que a gente confia, conhece e faz amizade e, às vezes, faz parte da família da gente. Então é isso que mantem a tradição da loja".

Muitos destes estabelecimentos conseguem se manter firmes, mesmo em tempos de crises econômicas e desvalorização de algumas atividades, como foi o caso da Sapataria Boa Esperança, que, mesmo com a redução constante no número de clientes, tem que se reinventar para continuar no mercado. "Como a gente viu a dificuldade em se manter só com o conserto, fomos colocando produtos para vender. E tudo voltado para o sapato mesmo e também para ajudar no orçamento", conta Eduardo Martins, dono da sapataria.

Alguns comerciantes contam como conseguem atrair e clientes e construir uma relação sólida com os mesmos, como o dono da Ótica Rudge, Arthur Takenori. "Tem gente que vêm de São Paulo para fazer óculos comigo. Quando a gente veio para cá não tinha muito asfalto, era mais chão de terra. Hoje é tudo asfaltado e tem bastante comércio. Eram só quatro óticas quando eu vim para cá, por exemplo". 

Mesmo com todas as mudanças que o mundo passa, os comércios tradicionais mantém-se firme e ajudam a contar histórias de tempos que não voltam mais. 

 

Ações do documento

registrado em: