Você está aqui: metodista Áreas Pesquisa

Pesquisa

 

A pesquisa desempenha papel fundamental na consolidação da universidade como espaço para a produção e disseminação do conhecimento. Elemento indissociável do ensino e da extensão, a pesquisa se constitui como um trabalho investigativo e criativo, representando um avanço em relação ao esforço coletivo já empreendido por cientistas das diversas áreas de conhecimento onde é realizada.

A necessidade de incentivar o trabalho de pesquisa e investigação científica e de institucionalização da produção intelectual, determinada pela Lei de Diretrizes e Bases (LDB, cap. IV, art. 43 - III; art. 52 - I), estabelece novas políticas a serem adotadas pelas universidades brasileiras.

Por isso, a Universidade Metodista de São Paulo incentiva a atividade de pesquisa e motiva a iniciativa de novas políticas por meio de diversas ações e posturas, entre elas:

  • Cultivo da atividade científica e estímulo ao pensar crítico em qualquer ação científico-pedagógica;
  • Manutenção de serviços de apoio indispensáveis, tais como biblioteca, documentação e divulgação científica;
  • Formação de pessoal em cursos de graduação e pós-graduação;
  • Promoção do desenvolvimento científico, consubstanciado em linhas prioritárias de ação a médio e longo prazo;
  • Concessão de bolsas de estudos ou de auxílio para a execução de projetos em áreas específicas do conhecimento;
  • Realização de convênios com entidades patrocinadoras de pesquisa;
  • Captação de recursos externos à Instituição para auxílio a projetos da área em que a pesquisa será desenvolvida;
  • Intercâmbio com instituições científicas;
  • Programação de eventos científicos e participação em congressos, simpósios, seminários e encontros;
  • Pareceres do Comitê de Ética em Pesquisa para projetos que envolvem pesquisas com seres humanos e animais;
  • Divulgação de resultados de pesquisa relevantes, como publicações, material didático, patentes, assessorias, consultorias etc;
  • Inovação na política institucional de pós-graduação, pesquisa e extensão, especialmente na prestação de serviços à sociedade, na promoção do bem comum e da sustentabilidade, na democratização do acesso à tecnologia e da educação para a cidadania.


A pesquisa, da forma como é desenvolvida, está vinculada a três eixos temáticos norteadores da pesquisa institucional da Universidade Metodista de São Paulo aprovados pelo CONSUN em 15 de dezembro de 2010, a saber:

1. Desenvolvimento humano e social. Induz a pesquisa aplicada com foco em demandas regionais e na inovação tecnológica, tendo como fundamento a sustentabilidade socioambiental e econômica. Esse eixo temático contempla dois horizontes estratégicos:

a) Fomenta grupos e projetos de pesquisa com foco na cooperação e na parceria entre a academia e as empresas no campo da inovação tecnológica, da economia solidária e do empreendedorismo;

b) Fomenta grupos e projetos de pesquisa com foco em tecnologias sociais, voltadas a demandas específicas da sociedade civil, do poder público, de redes de ensino e afins;

2. Saúde, Educação e Qualidade de Vida
. Fomenta e induz grupos e projetos de pesquisa, extensão universitária e iniciação científica com foco na preservação da vida e do meio ambiente. Esse eixo temático contempla os seguintes horizontes estratégicos e suas complexas inter-relações:

a) O estudo da vida humana e animal, com o objetivo de fornecer subsídios à promoção da saúde e à prevenção e tratamento de doenças;

b) Estudos voltados à preservação do meio ambiente, à promoção da qualidade de vida, à educação para cidadania e ao desenvolvimento humano, principalmente nas áreas do esporte, do lazer e da cultura alimentar;

c) Estudos voltados ao desenvolvimento de processos educativos e à produção de conhecimento colaborativo.

3. Conhecimento Social, Mediações Socioculturais e Inclusão para a Cidadania. Esse eixo temático fomenta e induz projetos e grupos de pesquisa nas áreas das ciências humanas e sociais aplicadas, com prioridade para o estudo das interações entre esses campos do saber. Abrange o estudo dos fundamentos teóricos e da relevância social das culturas, identidades e representações sociais, com foco nos seguintes horizontes estratégicos:

a) Processos comunicacionais, midiáticos e de gestão voltados ao desenvolvimento regional e à construção da cidadania;

b) Educação em Direitos Humanos;

c) Estudos focados na interação entre religião, cultura e sociedade na América Latina.

A partir de 1996, a pesquisa na Universidade Metodista de São Paulo adquiriu maior visibilidade com a criação de um grupo de trabalho para a consolidação da pesquisa e a organização de eventos anuais, como o Congresso de Iniciação e Produção Científica, o Seminário de Extensão e o Seminário PIBIC/UMESP de Pesquisa. Até o momento, vários eventos já foram realizados, apresentando-se como um importante espaço para divulgação das pesquisas que vêm sendo desenvolvidas pelas faculdades da Universidade.

Várias outras iniciativas devem ser ressaltadas porque consolidam a pesquisa como uma importante atividade acadêmica da instituição. Cabe destacar os grupos de pesquisa cadastrados no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq, a implantação do Comitê de Ética em Pesquisa – CEP e da Comissão de Ética no uso de Animais – CEUA na Universidade, bem como a participação no Programa de Bolsas de Iniciação Científica – PIBIC do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq, órgão de apoio e incentivo à pesquisa no Brasil e projetos de pesquisa desenvolvidos por professores dos cursos de graduação e pós-graduação. Desde 2011, a Metodista passou a ser um ponto de apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - FAPESP, com o objetivo de facilitar as solicitações de financiamento.