Universidade Metodista de São Paulo, FACSAUDE - Clínica

Tamanho da fonte: 
Avaliação da eficácia de uma solução oral à base de xilitol e hexametafosfato de sódio integrante da educação do cliente a respeito da profilaxia das doenças periodontais em cães
Andressa Fátima Martins, Tânia Parra Fernandes

Última alteração: 26-11-2012

Resumo


A doença periodontal acomete o tecido de suporte do dente e o periodonto. Este inclui o tecido gengival, o cemento, o ligamento periodontal e o osso alveolar. A doença periodontal tem como uma das principais causas a presença de placa bacteriana. Microrganismos presentes na placa, na região do sulco gengival, ou substâncias derivadas ou liberadas por eles, constituem o maior e, provavelmente, o único fator extrínseco relacionado às etiologias da doença periodontal e da inflamação gengival. Após a inflamação instalada e a contínua proliferação bacteriana pode ocorrer retração ou hiperplasia gengival formando assim bolsas gengivais que favorecem ainda mais o acúmulo de bactérias. O agravamento do problema, poderá acarretar em perda do elemento dental e até mesmo perda óssea.  A escovação dos dentes ainda é o método mais efetivo para a remoção da placa bacteriana ou cálculo dentário devendo ser realizada frequentemente. Podem ser utilizados também como métodos preventivos, brinquedos, ossinhos de couro, antissépticos, produtos a base de Xilitol e Hexametafosfato de Sódio. A prevenção visa não só manter uma boa saúde bucal, como também evitar consequências sistêmicas, como por ex a endocardite bacteriana. Realizou-se um estudo com 30 cães atendidos no Hovet Metodista, separados em 3 grupos com 10 animais cada. O grupo 1 foi denominado controle onde utilizamos somente evidenciadores de placa, no grupo 2 foram utilizados evidenciadores de placa + escovação + Good Care Bom hálito® (composto pelo Xilitol e Hexametafosfato de Sódio), no grupo 3 foram utilizados somente evidenciadores de placa +escovação. Os proprietários de todos os grupos receberam orientações sobre o procedimento a ser realizado e as condutas necessárias para ter um resultado bom e correto. Esses animais foram acompanhados através de registros fotográficos (antes e após o tratamento), durante 2 meses, onde foram observadas  as evoluções do aspecto bucal dos mesmos, se houve ou não a formação da placa bacteriana e cálculo dentário através dos métodos utilizados. Concluiu-se que no grupo 1 houve aumento de placa bacteriana bem como aumento de cálculo dentário. No grupo 2 houve uma redução significativa da placa bacteriana e consequentemente não formação de cálculo dentário. No grupo 3 também houve diminuição da placa, mas não com tanta eficiência se comparado ao segundo grupo.

 

Palavras- chave: Doença periodontal em cães; Placa bacteriana, Escovação; Cálculo dentário; Xilitol; Hexametafosfato de Sódio; Prevenção; Hovet Metodista;  Good Care Bom Hálito.

 

Referências

DUPONT, G. A.; DEBOWES, L. J. Radiographic evidence of patologic. In: ______. Atlas of dental radiography in dogs and cats. St. Louis: Saunders Elsevier, 2009. cap.5, p.139.

 

EISENMENGER, E.;ZETNER, K. Odontología veterinária. Madri: Manuel Company Editores, 1980. 166 p.

 

EMILY, P. P.; PENMAN, S. Handbook of small animal dentistry. Oxford: Pergamon, 1994. p. 44-52.

 

GIOSO, M. A. Manual do curso prático de odontologia, Departamento de cirurgia FMVZ-USP, 3 ed. São Paulo, 2002. p. 3.

 

GIOSO, M. A.  Odontologia veterinária para o clínico de pequenos animais. 2. ed. São Paulo: Manole, 2007. 142 p.

 

GIOSO, M. A; CARVALHO,V. G. G. Métodos preventivos para a manutenção da boa saúde bucal em cães e gatos. Clínica Veterinária, São Paulo, v. 9, n. 52, p. 68-76, set./out. 2004.

 

GORREL, C. et al. Doença periodontal no cão. Focus: Waltham, 2007.

 

LIMA, T. B. F. et al. Escovação dental e dedeira na remoção da placa bacteriana dental em cães.Ciencia Rural, Santa Maria, v. 34, n.1, jan/fev. 2004.

 

PAIVA, A. C. et al. Eficácia dos coadjuvantes de higiene bucal utilizados na alimentação de cães.Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, v. 59, n. 5, p. 1177-1183, 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/abmvz/v59n5/a13v59n5.pdf>. Acesso em: 22 mar. 2011.

 

PIERI, F. A.; MOREIRA, M. A. S. Doença periodontal em cães e prevenção. Clínica Veterinária, São Paulo, v. 15, n. 89, p. 42-52, nov/dez. 2010.