EDUCAÇÃO INCLUSIVA E ESTRATÉGIAS DE ENSINO E AVALIAÇÃO: um estudo de caso

Silvana Matos Uhmann, Carine Correa Peixoto

Resumo


A intenção deste artigo por meio de um estudo de caso foi conhecer e problematizar as práticas de ensino e de avaliação no âmbito da educação inclusiva, e assim os recursos didáticos e pedagógicos utilizados. Para tanto, metodologicamente dialogamos com professores que trabalham junto aos alunos com deficiência na rede regular e na sala de Atendimento Educacional Especializado de duas escolas do município de Cerro Largo, RS, os quais responderam a um questionário e entrevista. Isto nos levou a apresentar três categorias: ‘a normalidade na prática escolar’, ‘a prática da inclusão no ensino e os entraves diários’ e ‘os limites enfrentados na aprendizagem pelos alunos com deficiência’. Os resultados apontaram para a falta de interpretação ao processo da educação inclusiva de forma contínua, o que requer o uso de múltiplas técnicas e práticas de ensino em detrimento a omissão ao ato de ensinar, reduzindo um instrumento avaliativo à reprodução de informações descritas no caderno, por exemplo. Urge considerarmos as devidas condições de avaliar para aprender num contínuo processo de ensinar.


Palavras-chave


Educação Especial. Avaliação Inclusiva. Formação de Professores.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.