O ESTADO DA ARTE DO CAMPO “FORMAÇÃO DE PROFESSORES E TRABALHO DOCENTE” NO BRASIL

Ana Paula Faustino Tieti Mendes, Daniele Almenara Parre, Elias José Lima Júnior, Patrícia Vital Leite Brito, Renata Frigeni Stein, Walas Leonardo Oliveira

Resumo


Considerando a relevância da formação de professores no contexto brasileiro para atender a legislação vigente e as demandas do século XXI, a pesquisa teve como objetivo analisar a produção científica nacional de teses sobre a formação de professores e trabalho docente entre os anos de 2009 e 2018. Optou-se por trabalhar com teses por essas serem fontes primárias, por se tratarem de pesquisas de Doutorado, portanto investigações aprofundadas, com tempo de duração em torno de 4 anos e maior exigência acadêmica na sua elaboração. Como procedimentos metodológicos, optou-se pela pesquisa do tipo estado da arte com abordagem quali-quantitativa. O trabalho foi realizado na base de dados da Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD). Foram identificadas 172 teses nesse período. Os resultados apontam para um crescimento de pesquisas sobre essa temática no período investigado, que a maioria dos estudos foram realizados na região sul e sudeste em instituições públicas e que a abordagem de investigação predominante nesses trabalhos é a pesquisa qualitativa. Sinaliza-se, ainda, para a necessidade de ampliação de pesquisas do tipo “estado da arte” sobre o tema “formação de professores e trabalho docente”, bem como sugere-se mais pesquisas, sobre esse mesmo tema, que possuam abordagem quantitativa no tratamento dos dados.


Palavras-chave


Formação de professores, trabalho docente, estado da arte, teses

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.