O USO DO DESIGN THINKING NA EDUCAÇÃO: RETRATOS DA APLICAÇÃO PARA PROFESSORES DO ENSINO BÁSICO NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

Giovana Fernanda Justino Bruschi, Izabel Cristina Durli Menin, Marcos Villela Pereira, Jerusa Alves Cuty

Resumo


O presente trabalho aborda o termo Design Thinking, tendo em vista a emergência da utilização de novas metodologias de ensino nas escolas brasileiras. Na condição de tema de estudo continuado e vinculando-o a uma experiência de oficina ministrada aos docentes da cidade de Veranópolis, formou-se um corpus cujo recorte pudesse abranger o uso dessa nova ferramenta pelos professores do Ensino Básico. O intuito é a busca pela identificação de aspectos que possam estar relacionados às características do processo que envolve o método, pensando a aplicabilidade da estratégia, a qual traz etapas centradas no ser humano. Ou seja, percebe-se o quanto essa abordagem poderá orientar a relação docente-discente para a inovação premente, consequentemente, disponibilizando o protagonismo estudantil. Como base teórico-metodológica, buscou-se o estudo de Brown (2010) e seus comentadores sobre o Design Thinking, somando-se a Bordieu (2002), com sua postura reflexiva sobre as inovações na sociedade. Ademais, ao panorama que se configurou como chave do estudo de caso a partir da oficina e os resultados advindos dessa experiência, interessou-nos verificar a análise do conteúdo que surgiu a respeito dessa vivência docente. A questão dessa abordagem se justifica por tratar-se de uma realidade nacional e internacional. Como profissionais da área, somos levados a aderir a essas inovações a fim de atualizar-se e orientar o trabalho e a formação docente, trazendo benefícios à Educação Básica.


Palavras-chave


Design Thinking, metodologia, protagonismo estudantil, estudo de caso

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.