CIBERBULLYING NA ESCOLA - formando professores a partir do longa metragem “Ferrugem” e da literatura especializada

Walk Loureiro, Lucas Borges Soeiro, Danielle Queiroz Pereira Loureiro, Paulo Pires de Queiroz

Resumo


O artigo realiza um diálogo entre algumas questões apresentadas no filme “Ferrugem” e a literatura disponível acerca do ciberbullying. Conceitua bullying, ciberbullying, sexting e “pornografia de vingança”. Discute sentimentos de adolescentes e jovens vítimas de ciberbullying, as diferenças entre ser menino e menina nesse contexto, como a escola e seus professores tem agido, não deixando de apontar possíveis caminhos para prevenir a ocorrência desse tipo de violência na escola. Aponta que para enfrentar o ciberbullying a escola deve investir na formação continuada dos professores, abrir um canal de diálogo entre docentes e alunos e cobrar a participação dos pais no enfrentamento do problema.


Palavras-chave


Bullying, ciberbullying, filme, formação de professores, interculturalidade.

Texto completo:

PDF-A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.