OLHARES NECESSÁRIOS PARA UMA NOVA FORMAÇÃO DE PROFESSORES

Walas Leonardo Oliveira

Resumo


O presente texto é resultado de revisão bibliográfica efetuada para uma pesquisa de Doutorado em Educação, em andamento, realizada no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Câmpus de Rio Claro. Seu objetivo é refletir sobre a formação de professores a partir de questões relacionadas ao conceito de habitus, do sociólogo francês Pierre Bourdieu, da inflexão desse conceito para caracterizar o modo de ser e agir dos professores, isto é, habitus professoral, bem como de aspectos da epistemologia da prática. Os dados apontam para o potencial explicativo do conceito de habitus e sua inflexão habitus professoral, especialmente no sentido da compreensão de como os professores vão se formando, processualmente, ao longo de suas trajetórias pessoal e profissional. Sinalizam, ainda, para a importância do conceito de epistemologia da prática para a formação e desenvolvimento profissional dos professores, principalmente para a centralidade da prática e experiência profissional dos docentes.


Palavras-chave


Formação de professores; Desenvolvimento profissional; Habitus; Habitus professoral; Epistemologia da prática.

Texto completo:

PDF-A


DOI: https://doi.org/10.15601/f@d.v13i2.2272

Apontamentos

  • Não há apontamentos.