Cinema, realismo e revelação: um diálogo com Paul Tillich e André Bazin

Joe Marçal G Santos

Resumo


Este artigo tem como objetivo identificar os principais conceitos da teologia da arte de Paul Tillich, a fim de reconhecer possibilidades e/ou limites para uma abordagem teológica da arte cinematográfica baseada neste arcabouçou teórico. Destacaremos uma correlação entre a compreensão de Tillich do realismo na arte contemporânea e a teoria do cinema de André Bazin. Para esses autores, a autenticidade crítica e criativa da arte depende de sua relação temporal e espacial com o real, ainda que o faça de forma simbólica. A fim de desenvolver este estudo, em um primeiro momento, apresentaremos argumentos de Bazin a favor do realismo cinematográfico e, então, estabeleceremos conexões conceituais com Paul Tillich.


Palavras-chave


Cinema; Teologia da cultura; André Bazin; Paul Tillich

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1677-2644/correlatio.v16n1p345-360

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.