Memória, relatos autobiográficos e identidade institucional

Ana Paula Goulart Ribeiro, Marialva Barbosa

Resumo


Nos últimos anos, cada vez mais empresas têm investido em projetos de pesquisa sobre a sua história, muitas vezes criando museus e arquivos com acervos próprios, publicando livros e organizando programas de memória oral, entrevistando profissionais que atuam ou atuaram no seu interior. Isto tem acontecido com instituições dos mais variados tipos, como a Petrobras, os supermercados Zona Sul, o Grupo Gerdau, a Chocolates Garoto e as Organizações Globo. Nosso objetivo, neste trabalho, é refletir sobre o impulso memorialista dessas instituições, sobretudo as de comunicação. De onde vem a sua vontade de lembrar dessas empresas? O que as leva a valorizar o seu passado e a investir em pesquisa histórica ou na montagem de estruturas arquivísticas?

Palavras-chave


Memória; mídia; identidade institucional

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/2175-7755/cs.v28n47p99-114

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.