Letramentos digitais: o cinema como dispositivo didático-pedagógico potencializador de atos de currículo, no ensino superior

Mirian Maia do Amaral, Rosemary dos Santos, Edméa Oliveira dos Santos

Resumo


As tecnologias digitais em rede promovem transformações significativas nos processos de comunicação, de sociabilidade, de educação e de aprendizagem. Na cibercultura, cenário, sociotécnico contemporâneo, emergem os letramentos digitais e/ou multiletramentos, que alterando modos de leitura e de escrita a partir de códigos e sinais verbais e não verbais, como imagens, tabelas, sons, gestos, infográficos, gráficos, mapas, fotografias, reportagens visuais, entre outras formas de comunicação. Nesse contexto, somos convidados a pensar a relação entre educação e arte, particularmente no que se refere às projeções cinematográficas, como dispositivos didático-pedagógicos que favorecem o desenvolvimento de processos reflexivos e críticos. Sob esse olhar, em pesquisa desenvolvida, durante estágio de pós-doutoramento realizado na UERJ, em 2016, utilizamos o filme “Narradores de Javé”, para criar atos de currículo e vivenciar práticas educativas, com base numa didática implicada e multidimensional, que contemplou as dimensões integrativas, formativas e tecnológicas do processo de aprendizagem, possibilitando aos estudantes, o desenvolvimento de novas visões de mundo.

 


Palavras-chave


Letramentos digitais. Multiletramentos. Cinema. Atos de currículo. Autoria.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Lynn Rosalina G.; NEVES, Beatriz da Cruz N.; PAZ, Tatiana S. da. Revista e-Curriculum. São Paulo, maio/out./2014, nº 12, v. 2. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/curriculum. Acessado em: 12.03.2018.

AUMONT, Jacques; MICHEL, Marie. A análise do filme. Texto & Grafia. Coleção Mi.mé.sis - Artes e Espectáculo, 2010.

BAKHTIN, Mikail. 2011. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes.

BENJAMIN, Walter. Obras escolhidas: magia e técnica, arte e política. 7ª Ed.. São Paulo: Brasiliense, 1994.

BERGALA, Alain. A Hipótese-cinema: pequeno tratado de transmissão do cinema dentro e fora da escola. Rio de Janeiro: Booklink e CINEAD/UFRJ, 2008.

COPE, Bill; KALANTZIS, Mary (Orgs.). Multiliteracies: literacy learning and the design of social futures. New York: Routledge, 2006.

FRESQUET, Adriana M.. Cinema e educação: reflexões e experiências com professores e estudantes de educação básica, dentro e “fora” da escola. Belo Horizonte: Autêntica (Coleção Alteridade e Criação), 2013.

GALLO, Sílvio. Eu, o outro e tantos outros: educação, alteridade e filosofia da diferença. II CONGRESSO INTERNACIONAL COTIDIANO: DIÁLOGOS SOBRE DIÁLOGOS. Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro, 2008.

HEIDEGGER, Martin. La esencia del habla. In: De camino al habla. Barcelona: Serbal, 1987.

JOSSO, Marie-Christine. Experiências de vida e formação. Natal: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2004.

LARROSA, Jorge. Linguagem e educação depois de Babel. Tradução de Cynthia Farina. Belo Horizonte: Autêntica, 2004.

MACEDO, Roberto S. Etnopesquisa crítica e etnopesquisa-formação. Brasília: Liberlivro, 2010.

____. Multirreferencialidade: o pensar de Jacques Ardoino em perspectiva e a problemática da formação. In: Macedo, Roberto S. C.; Barbosa, Joaquim G.; Borba, Sérgio. Jacques Ardoino & a educação (Orgs). Belo Horizonte: Autêntica (Coleção Pensadores @ Educação), 2012.

____. A pesquisa e o acontecimento: compreender situações, experiências e saberes acontecimentais. Salvador: EDUFBA, 2016.

ROJO, Roxane. Pedagogia dos multiletramentos: diversidade cultural e de linguagens na escola. In: Moura, Eduardo; Rojo, Roxane (Orgs.). Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola Editorial, 2012.

SANTOS, Boaventura de Souza. Semear outras soluções: os caminhos da biodiversidade e dos conhecimentos rivais. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005.

____. Para além do pensamento abissal: das linhas globais a uma ecologia de saberes. In: Santos, Boaventura de Sousa; Meneses, Maria Paula (Orgs.). Epistemologias do Sul. 2010, p. 31-83.

____. Uma outra universidade possível: processos desiguais e combinados para descolonizar a universidade no mundo. Conferência. IX Seminário Internacional. As redes educativas e as tecnologias: educação e democracia – aprenderensinar para um mundo plural e igualitário. 2017.

SANTOS, Edméa. As imagens e a educação online: convergências entre o cinema e os fóruns de discussão no contexto de uma pesquisa-formação multirreferencial. In: Berino, A.; Soares, C (Orgs). Educação e imagens: instituições escolares, mídias e contemporaneidade. Rio de Janeiro: DP & A, 2010, v. 1, p. 105-124.




DOI: https://doi.org/10.15603/2175-7755/cs.v41n1p159-190

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.