Harry Potter e aquele-que- -não-deve-ser-votado: Imaginação cívica, Ativismo de fãs e Fascismo Eterno em redes digitais do jornalismo de cultura pop

Felipe Viero Kolinski Machado, Christian Gonzatti

Resumo


Discutimos no artigo a articulação entre política e cultura pop através de um editorial, e dos sentidos acionados por ele em um contexto de redes digitais, publicado pelo fansite Potterish: Aquele-Que-Não-Deve-Ser-Votado. O editorial, traçando paralelos entre a candidatura de Jair Bolsonaro e o personagem Lord Voldemort, posiciona os fãs de Harry Potter contra o político, mobilizando-os discursivamente a participarem das manifestações que ocorreram contra o, na época, candidato. Percebemos, utilizando a análise de construção de sentidos em redes digitais, que a ação aciona, dentro de um contexto específico do que é entendido como jornalismo de cultura pop, disputas que remetem a imaginação cívica, ao ativismo de fãs e ao fascismo eterno que se corporifica na cultura digital. 


Palavras-chave


jornalismo de cultura pop; ativismo de fãs; redes digitais; fascismo eterno; política

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, A.; SOUZA, R. V.; MONTEIRO, C. “De westeros no #vemprarua à shippagem do beijo gay na TV brasileira”. Ativismo de fãs: conceitos, resistências e práticas na cultura digital. Galaxia (São Paulo, Online), n. 29, p. 141-154, jun. 2015. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1982-25542015120250

AQUELE que não deve ser votado. 2018. Disponível em: https://potterish.com/2018/10/aquele-que-nao-deve-ser-votado/ Acesso em: 01/2019.

AUTOR, 2017.

BROUGH, M.; SHRESTOVA, S. Fandom meets activism: Rethinking civic and political participation. Transformative Works and Cultures. V. 10, 2012. https://journal.transformativeworks.org/index.php/twc/article/view/303/265

ECO, Umberto. O fascismo eterno. Rio de Janeiro. Record. 2018.

HARRY Potter completa 20 anos. 2017. Disponível em: https://g1.globo.com/pop-arte/noticia/harry-potter-completa-20-anos-relembre-historia-e-veja-numeros-da-saga.ghtml Acesso em: 01/2019.

HOBSBAWM, Eric. Era dos Extremos: o breve século XX: 1914-1991. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

HENN, Ronaldo. El ciberacontecimiento, produción y semiosis. Barcelona: Editorial UOC, 2014.

JENKINS, H. Convergence Culture: Where Old and New Media Collide. NYU Pres,New York, 2006.

JENKINS, Henry; SHRESTHOVA; Sangita. “It’s Called Giving a Shit!”. What Counts as “Politics”?. Youth Voice, Media, and Political Engagement: Introducing the Core ConceptsJENKINS, Henry; SHRESTHOVA, Sangita; GAMBER-THOMPSON, Liana; KLIGLER- VILENCHIK; Neta; ZIMMERMAN, Arely M. By Any Media Necessary: The New Youth Activism. New York University Press, New York, 2016. pp. 1-60. Pp. 253-289.

JENKINS, Henry. Invasores do texto: fãs e cultura participativa. Nova Iguaçu, RJ: Marsupial Editora, 2015.

JENKINS, Henry. Youth Voice, Media, and Political Engagement: Introducing the Core ConceptsJENKINS, Henry; SHRESTHOVA, Sangita; GAMBER-THOMPSON, Liana; KLIGLER- VILENCHIK; Neta; ZIMMERMAN, Arely M. By Any Media Necessary: The New Youth Activism. New York University Press, New York, 2016. pp. 1-60.

PARISER, E. O filtro invisível: o que a internet está escondendo de você. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

PEREIRA DE SÁ, Simone. Somos Todos Fãs e Haters? Cultura Pop, Afetos e Performance de Gosto nos Sites de Redes Sociais. Revista Eco Pós, v 19, n.3, 2016.

POHL, F. The Publishing of Science Fiction. Science Fiction, Today and Tomorrow. Nova York: Harper & Row, 1974.

RECUERO, R. A conversação em rede: comunicação mediada pelo computador e redes sociais na internet. Porto Alegre: Sulina, 2012.

ROMERO, Luis Gómez. Fantasía, Distopía y Justicia. La Saga de Harry Potter como Instrumento para la Enseñanza de los Derechos Humanos. Universidad Carlos III de Madrid. Instituto de Derechos Humanos Bartolomé de las Casas. Tesis Doctoral, 2009.

VEZZALI, Loris; STATHI, Sofia; GIOVANNINI, Dino; CAPOZZA, Dora; TRIFILETTI, Elena. The greatest magic of Harry Potter: Reducing prejudice. Journal of Applied Social Psychology, 2015, 45, pp. 105–121

WORTMANN, Maria Lúcia Castagna. A Magia da Escola na Escola da Magia: a escola que se inscreve nas histórias sobre Harry Potter. Educação em Revista, Belo Horizonte, v.26, n.03, p.103-129, dez. 2010.




DOI: https://doi.org/10.15603/2175-7755/cs.v41n2p373-403

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.