Repensando a literatura antiga: a inscrição como produção de presença e obra de arte

João Batista Ribeiro Santos

Resumo


Este estudo tem por objetivo abordar a literatura antiga, por meio das inscrições e reconhecendo as suas funções e suporte, como uma obra de arte. A nossa hipótese é que o lugar comum a que foi transformada a escrita no Ocidente inibiu desde há muito tempo a nossa percepção acerca do trabalho artesanal de escrituração. Deslocando do seu estado na indexação arquivística à parte do que se convencionou chamar de arte, inserimos a literatura, a inscrição no quadro dos objetos artísticos, em proveito da arqueologia antropológica.

Palavras-chave


Literatura antiga; cultura material; antigo Oriente-Próximo; obra de arte.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/2176-3828/caminhando.v22n2p69-77

Direitos autorais 2017 Caminhando

Qualis B1

2176-3828 [ISSN da edição eletrônica]

1518-7019 [ISSN da edição impressa]

10.15603 [DOI (Document Object Identifier)]

E-mail: periodico.caminhando@gmail.com

This periodical is indexed in the ATLA Religion Database® (ATLA RDB®), www: http://www.atla.comSumários.org; Portal de periódicos da CAPES; DOAJ Content Directory of Open Access Journals; Latinindex.

 

       

           

 Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. href="https://redib.org/Record/oai_revista5650-caminhando">