Narrativas Visuais: ferramentas estéticas/investigativas na experiência docente

Leda Guimarães

Resumo


As reflexões neste texto giram em torno da construção de narrativas visuais como espaço investigativo no cenário metodológico da orientação de projetos de pesquisa em educação e visualidades, no programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual da Universidade Federal de Goiás. Foram recolhidos fragmentos de quatro trabalhos que se diferenciam nos temas, mas que em alguns pontos se encontram no uso da construção imagética como processo da pesquisa e da escrita da dissertação. O objetivo é apontar possibilidades metodológicas de investigação estética/pedagógica e cultural, bem como vieses e reveses dessa opção no meio acadêmico, tão afeito à supremacia da palavra/texto, especialmente no rigor formal do texto escrito na elaboração do pensamento sistematizado. Após a explicitação e reflexão em torno destas práticas, conclui que todos os trabalhos desta natureza convergem para a importância do olhar de quem vê para a construção de sentidos e subjetividades com as imagens e nas imagens, revelando desejos, discursos e práticas que formam o ver. Afirma ainda que a cultura visual, enquanto um campo pós-disciplinar, propõe-se a estudar não somente as imagens e seus usos, mas também como essas imagens e usos são constituídos por meio de relações sociais e históricas e, ao mesmo tempo, como essas relações constroem os modos como lidamos com as imagens e as usamos, o que reafirma a importância das narrativas visuais como um horizonte metodológico de investigação.


Palavras-chave


Cultura visual; Educação; Visualidades; Narrativas visuais; Metodologia de pesquisa.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/2176-1043/el.v13n22p32-53

ISSN IMPRESSO: 1415-9902

ISSN ELETRÔNICO: 2176-1043

      IRESIE

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.