Estudos de Religião

Estudos de Religião é uma publicação quadrimestral editada pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião da Universidade Metodista de São Paulo. Circulando desde 1985, ela tem por objetivo divulgar artigos científicos, relatos e resenhas sobre o fenômeno religioso, contemplando temas ligados a áreas inter-disciplinares como: Linguagens da religião e Religião, Sociedade e Cultura.

Os artigos publicados nesta revista possuem o DOI (Document Object Identifier).

 

 


Imagem para capa da revista

CHAMADA PARA O DOSSIÊ DO NÚMERO DE DEZEMBRO DE 2016

ATUALIDADE DO PENSAMENTO DE PAUL TILLICH

 

Falecido há cinquenta anos, o teólogo germano-americano Paul Tillich é considerado por muitos como o maior teólogo protestante do século XX. Dialogou com os maiores nomes da filosofia, da teologia e das ciências humanas do seu tempo. Podemos mencionar Ernst Troeltsch, Max Scheler, Martin Buber, Karl Barth, Mircea Eliade, Carl Rogers, Erich Fromm, Rollo May, Max Horkheimer, Theodor Adorno e até Einstein.Influenciou gerações de teólogos, entre os quais podemos citar David Tracy, Mark Taylor e Mary Daly. Até hoje, Paul Tillich é adotado como interlocutor por pesquisadores do mundo inteiro, mesmo se for para critica-lo.

Estamos pedindo artigos que ressaltem a pertinência do pensamento de Paul Tillich e sua contribuição aos debates contemporâneos em filosofia, teologia, história das religiões e outras disciplinas. Os textos podem contemplar os principais temas teológicos e filosóficos, como por exemplo, a filosofia da religião, a natureza do método teológico, a epistemologia, a hermenêutica, a ontologia, a ética, o ecumenismo, o diálogo inter-religioso e a análise religiosa da cultura, nos campos da política, da economia, da ciência, da questão de gênero, da arte e da literatura, entre outros. As contribuições podem ser dedicadas exclusivamente ao pensamento de Tillich ou estabelecer um diálogo entre ele e outros autores relevantes nos diferentes domínios.

Os artigos em francês, inglês, espanhol ou português deverão ser submetidos até o dia 15 de setembro de 2016.

 

CALL FOR PAPERS TO THE DOSSIER OF  DECEMBER 2016

ACTUALITY OF PAUL TILLICH’S THINKING

 

The German-American theologian Paul Tillich, who died fifty years ago, is considered by many as the greatest 20TH-century Protestant theologian. He Interacted with the greatest names of philosophy, theology and human sciences of his time. We can mention Ernst Troeltsch, Max Scheler, Martin Buber, Karl Jaspers, Karl Barth, Mircea Eliade, Erich Fromm, Carl Rogers, Rollo May, Max Horkheimer, Theodor Adorno and even Einstein. He influenced generations of theologians, among which we can mention David Tracy, Mark Taylor and Mary Daly. To this day, Paul Tillich is adopted as an interlocutor for researchers from all over the world, even if it is to criticize him.

We are asking for articles that underscore the relevance of the thought of Paul Tillich and his contribution to contemporary debates in philosophy, theology, history of religions and other disciplines. The texts can admire the main theological and philosophical themes such as philosophy of religion, the nature of theological method, epistemology, hermeneutics, ontology, ethics, ecumenism, inter-religious dialogue and religious analysis of culture, in the fields of politics, economy, science, gender, art and literature, among others. The contributions can be dedicated exclusively to Tillich's thought or establish a dialogue between him and other relevant authors in different domains.  Articles in French, English, Spanish or Portuguese must be submitted until September 15, 2016.

 

L’ACTUALITÉ DE LA PENSÉE DE PAUL TILLICH

 

Le théologien germano-américain Paul Tillich, décédé il y a cinquante ans, est considéré par beaucoup comme le plus grand théologien protestant du Xxè siècle. Il a dialogué avec les plus grands noms de la philosophie, de la théologie et des sciences humaines de son temps. Nous pouvons mentionner Ernst Troeltsch, Max Scheler, Martin Buber, Karl Jaspers, Karl Barth, Mircea Eliade, Erich Fromm, Carl Rogers, Rollo May, Max Horkheimer, Theodor Adorno et même Einstein. Il a influencé des générations de théologiens, parmi lesquels nous pouvons citer David Tracy, Mark Taylor et Mary Daly. Jusqu’à ce jour, des chercheurs du monde entier l’élisent comme interlocuteur, même si c’est pour le critiquer.

Nous demandons des articles que soulignent la pertinence de la pensée de Paul Tillich et sa contribution aux débats contemporains en philosophie, théologie, histoire des religions et autres disciplines. Les textes peuvent traiter des principaux thèmes théologiques et philosophiques, comme par exemple, la philosophie de la religion, la nature de la méthode théologique, l’épistémologie, l’herméneutique, l’ontologie, l’éthique, l’oecumenisme, le dialogue inter-religieux et l’analyse religieuse de la culture, dans les domaines de la politique, de l’économie, de la science, de la question de genre, de l’art et de la littérature, entre autres. Les contributions peuvent être consacrées exclusivement à la pensée de Tillich ou instaurer un dialogue entre elle et celle d’autres auteurs significatifs dans les différents domaines.

 

Les articles en français, anglais, espanhol ou portugais doivent être envoyés avant le 15 septembre de 2016.

 

CALL FOR PAPERS TO THE DOSSIER OF  DECEMBER 2016

ACTUALITY OF PAUL TILLICH’S THINKING

The German-American theologian Paul Tillich, who died fifty years ago, is considered by many as the greatest 20TH-century Protestant theologian. He Interacted with the greatest names of philosophy, theology and human sciences of his time. We can mention Ernst Troeltsch, Max Scheler, Martin Buber, Karl Jaspers, Karl Barth, Mircea Eliade, Erich Fromm, Carl Rogers, Rollo May, Max Horkheimer, Theodor Adorno and even Einstein. He influenced generations of theologians, among which we can mention David Tracy, Mark Taylor and Mary Daly. To this day, Paul Tillich is adopted as an interlocutor for researchers from all over the world, even if it is to criticize him.

We are asking for articles that underscore the relevance of the thought of Paul Tillich and his contribution to contemporary debates in philosophy, theology, history of religions and other disciplines. The texts can admire the main theological and philosophical themes such as philosophy of religion, the nature of theological method, epistemology, hermeneutics, ontology, ethics, ecumenism, inter-religious dialogue and religious analysis of culture, in the fields of politics, economy, science, gender, art and literature, among others. The contributions can be dedicated exclusively to Tillich's thought or establish a dialogue between him and other relevant authors in different domains.  Articles in French, English, Spanish or Portuguese must be submitted until September 15, 2016.

 

L’ACTUALITÉ DE LA PENSÉE DE PAUL TILLICH

 

Le théologien germano-américain Paul Tillich, décédé il y a cinquante ans, est considéré par beaucoup comme le plus grand théologien protestant du Xxè siècle. Il a dialogué avec les plus grands noms de la philosophie, de la théologie et des sciences humaines de son temps. Nous pouvons mentionner Ernst Troeltsch, Max Scheler, Martin Buber, Karl Jaspers, Karl Barth, Mircea Eliade, Erich Fromm, Carl Rogers, Rollo May, Max Horkheimer, Theodor Adorno et même Einstein. Il a influencé des générations de théologiens, parmi lesquels nous pouvons citer David Tracy, Mark Taylor et Mary Daly. Jusqu’à ce jour, des chercheurs du monde entier l’élisent comme interlocuteur, même si c’est pour le critiquer.

Nous demandons des articles que soulignent la pertinence de la pensée de Paul Tillich et sa contribution aux débats contemporains en philosophie, théologie, histoire des religions et autres disciplines. Les textes peuvent traiter des principaux thèmes théologiques et philosophiques, comme par exemple, la philosophie de la religion, la nature de la méthode théologique, l’épistémologie, l’herméneutique, l’ontologie, l’éthique, l’oecumenisme, le dialogue inter-religieux et l’analyse religieuse de la culture, dans les domaines de la politique, de l’économie, de la science, de la question de genre, de l’art et de la littérature, entre autres. Les contributions peuvent être consacrées exclusivement à la pensée de Tillich ou instaurer un dialogue entre elle et celle d’autres auteurs significatifs dans les différents domaines.

Les articles en français, anglais, espanhol ou portugais doivent être envoyés avant le 15 septembre de 2016.

 

CHAMADA PARA DOSSIÊ DO SEGUNDO NÚMERO DE 2017

A POÉTICA DA RELIGIÃO EM RUBEM ALVES

 

Coordenadores:

Claudio Carvalhaes (Union Theological Seminary – New York)

Paulo Augusto de S. Nogueira (PPG - Ciências da Religião – UMESP)

 

Rubem Alves (1933 – 2014) é conhecido nos círculos teológicos e dos estudos de religião internacionais como um dos precursores ou fundadores da Teologia da Libertação. Suas obras Theology of Human Hope e Tomorrow’s Child fundamentam esse reconhecimento. Sua produção acadêmica também cobriu áreas como a sociologia da religião (Protestantismo e Repressão), a epistemologia (Filosofia da Ciência), além de escritos de cunho teológico (O Enigma da Religião, entre outros).  Em suas últimas décadas de vida, no entanto, Rubem Alves se afastou cada vez mais dos gêneros especificamente acadêmicos, dos temas epistemologicamente ligados à Teologia e às Ciências da Religião, apresentando-se como educador, psicanalista, poeta e escritor. Entre seus gêneros literários desse período predominam meditações, crônicas, memórias, estórias infantis e, em meio a citações de seus acadêmicos preferidos, passaram a frequentar seus textos os poetas (Pessoa, Adélia, Meirelles, Manoel de Barros, T. S. Eliot, entre outros). Esse último Rubem Alves, devido à recusa dos formatos acadêmicos, ainda que lido pelo grande público, não foi suficientemente pesquisado como pensador da religião e das suas linguagens, atribuindo-se a essa fase um caráter mais pedagógico-educacional. Esse dossiê propõe explorar o pensamento de Rubem Alves em sua última produção, nesses gêneros literários não-acadêmicos, voltados ao grande público, que, no entanto, nos parecem propor temas recorrentes e articulados em torno dos quais pensar a poética da religião, como a memória, a imagem, a imaginação, as metáforas, as reverberações do corpo, a cultura brasileira imaginada em torno de uma mítica Minas Gerais da infância, entre outros temas. A data limite para enviar artigos é 30 de abril de 2017.

 

 

TERCEIRO NÚMERO DE 2017

Chamada para o dossiê OS “SEM RELIGIÃO”  NA MODERNIDADE CONTEMPORÂNEA

Coordenadores do dossiê:

Profa. Dra. Véronique Lecaros de Cossio (Universidad Antonio Ruiz de Montoya/Lima e Pontificia Universidad Católica del Perú)

Prof. Dr. Paulo Barrera Rivera (Universidade Metodista de São Paulo)

Desde as últimas décadas do século XX temos a disposição suficientes evidências empíricas (pesquisas de opinião e dados censitários, entre outros) que demonstram o aumento de pessoas que declaram não ter religião. Alguns se identificam como ateus ou agnósticos, outros afirmam crer de alguma forma em deus ou alguma força espiritual. Constata-se esse fenômeno, de maneira diversa, em países da América Latina, da América do Norte e da Europa. Estas alternativas, crer ou não crer em algum ser (força) espiritual, assim como pertencer ou não a uma comunidade religiosa, são parte constitutiva da modernidade contemporânea. A compreensão desses fatos é ainda insuficiente e desafia os marcos teóricos, regra geral, pensados para compreender tipos de crenças e pertenças. Este dossiê propõe abordar essa questão em diversas perspectivas, tais como as seguintes: análises comparativas de dados sobre diversos países ou regiões; relação entre a ausência de crença e de pertença e as condições sociais e econômicas; quem são os sem religião, os ateus, os agnósticos?; em que creem os sem religião?;  garantia dos direitos cidadãos nas sociedades latino-americanas com forte proselitismo de grupos e igrejas cristãs; o marco jurídico (laicidade) que garante a liberdade de crença e não crença; coerência, limites e tensões entre a laicidade e a liberdade religiosa e não religiosa; avaliação dos limites das teorias clássicas do estudo da religião, incluindo o longo e atual debate sobre (des/pos)secularização para pensar os “sem religião”; desafios ou questões que o fenômeno dos “sem religião” propõe às religiões institucionalizadas; toleram as religiões os “sem religião”, cabem os “sem religião” na laicidade republicana pensada para inícios do século XX?; etc. Convida-se aos pesquisadores e pesquisadoras interessados/as a encaminhar seus artigos sobre o tema.

A data limite para envio dos textos é 15 de setembro de 2017.

 

Convocatoria para el dosier LOS “SIN RELIGIÓN” EN LA MODERNIDAD CONTEMPORANEA

Coordinadores del dosier:

Profa. Dra. Véronique Lecaros (Universidad Antonio Ruiz de Montoya/Lima y Pontificia Universidad Católica del Perú)

Prof. Dr. Paulo Barrera Rivera (Universidad Metodista de São Paulo)

Desde las últimas décadas del siglo XX tenemos a disposición suficientes evidencias empíricas (encuestas de opinión y datos de los censos, entre otros) que demuestran el aumento de personas que declaran no tener religión. Algunos se identifican como ateos o agnósticos, otros afirman creer de alguna manera en Dios o en una fuerza espiritual. Se constata ese fenómeno, de manera diversa, en países de América Latina, de América del Norte y de Europa. Estas alternativas, creer o no creer en algún tipo de Ser (fuerza) espiritual, así como pertenecer o no pertenecer a una comunidad religiosa, son parte constitutiva de la modernidad contemporánea. La comprensión de estos hechos es aún insuficiente e desafía los marcos teóricos, por regla general, pensados para conceptualizar tipos de creencias y tipos de pertenencias. Este dosier propone abordar esa cuestión en diversas perspectivas, tales como las siguientes: análisis comparativos de datos sobre varios países o regiones; relación entre la  ausencia de creencia y de pertenencia y las condiciones sociales y económicas; quiénes son los “sin religión”, los ateos y los agnósticos; en qué creen los sin religión; garantía de los derechos ciudadanos en las sociedades latino-americanas con fuerte proselitismo de grupos e iglesias cristianas; el marco jurídico (laicidad) que garantice la libertad de creer y no creer; coherencia, límites y tensiones entre laicidad y libertad religiosa y no religiosa; evaluación de los límites de las teorías clásicas del estudio de la religión, incluyendo el largo y actualizado debate sobre (des/post)secularización para comprender el fenómeno de los “sin religión”; desafíos o cuestiones que el fenómeno de los “sin religión” propone a las religiones institucionalizadas; toleran las religiones a los “sin religión”, caben los “sin religión” en la laicidad republicana pensada para inicios del siglo XX?; etc. Se invita a los investigadores e investigadoras interesados/as a enviar sus artículos sobre el tema.

La fecha límite para enviar los textos es 15 de setiembre de 2017.

 

PRIMEIRO NÚMERO DE 2018

 

DOSSIÊ: AS RELIGIÕES E O DESENVOLVIMENTO DE SOCIEDADES AFRICANAS: EXPERIÊNCIAS, APRENDIZADOS E PERSPECTIVAS

Jerry Pillay, Universidade de Pretório, África do Sul

Helmut Renders, Universidade Metodista de São Paulo

 

As religiões ocupam um papel vital nas sociedades africanas. Porém, como elas descrevem seu sonho do futuro? Como elas projetam e entendem o futuro desenvolvimento de sociedades? Como elas se referem a relação entre etnicidade, gênero, religião e o desenvolvimento da sociedade? Como elas contribuem para e interagem com modelos africanos e não ocidentais da cultura e da organização social? Como elas compreendem o papel de uma outra religião distinta da minha em uma determinada sociedade? 

Edição: 2ª edição 2018 (maio - agosto)

Data limite para o envio de textos: fim de março 2018. 

 

 

DOSSIER: RELIGIONS AND THE DEVELOPMENT OF AFRICAN SOCIETIES: EXPERIENCES, LEARNINGS, AND PERSPECTIVES

 Jerry Pillay, Universidade de Pretório, África do Sul

Helmut Renders, Universidade Metodista de São Paulo

 

Religions play a vital role in African societies. However, how do they describe their dream of the future? How do they project and understand the future development of African societies? How do they address questions of ethnicity, gender, religion and the development of society? How do they contribute to and interact with African and not occidental models of culture and social organization? How do they understand and practice their religion in society? How do they understand the role of others religions in society? 

Edition: 2nd Editon 2018 (May - August).

Submission of texts: until March 2018.

 

 

 



DOSSIÊ “RELIGIÃO E OS MARGINALIZADOS NA ÁSIA” (RELIGION AND MARGINALIZED PEOPLE IN ASIA)

 

Editores responsáveis:

Dr. Jung Mo Sung (UMESP)

Dr. Jin-kwan Kwon (Sungkonghoe University, Seoul, Korea)

 

Prazo para submissão de textos: 10 de setembro de 2018

 

 

Ementa:

 

A Ásia é um continente marcado por uma multiplicidade de religiões (as tradicionais e as novas originárias do continente, e as religiões levadas por “missionários”) e essas têm sido objeto de estudo sob diversas perspectivas. Este dossiê tem como o foco central a relação entre as religiões da/na Ásia com povos e grupos marginalizados, seja no uso ou papel da religião como instrumento de dominação colonial ou interna, seja como forma ou instrumento de resistência e lutas de libertação. O enfoque central não está na apresentação ou estudo de uma religião ou movimento religioso específico, mas na relação entre movimentos e instituições religiosas, teologias ou figuras significativas das tradições religiosas e os processos sociais de dominação ou de resistência/libertação.

 

 

Summary:

 

Asia is a continent characterized by a multiplicity of religions (traditional and new ones originates in the continent, and religions brought by "missionaries") and these have been studied from different perspectives. This dossier has as the central theme the relationship between religions with marginalized groups and people in Asia, whether in use or role of religion as an instrument for colonial or internal domination, either as a means for resistance and liberation struggles. The central focus is not on presentation or study of a specific religion or religious movement, but in the relationship between religious movements/institutions, theologies or significant figures of religious traditions, and social processes of domination or resistance/liberation.

 

 

 

 

Notícias

 
Nenhuma notícia publicada.
 
Outras notícias...

v. 30, n. 2 (2016): Estudos de Religião - maio-ago.

Dossiê: 500 anos da Reforma

Sumário

Número especial sobre 500 anos de Reforma Protestante

Ulrich Duchrow
PDF
1-20
Jung Mo Sung
PDF
21-39
Ivoni Richter Reimer
PDF
41-69
Claudete Beise Ulrich
PDF
71-94
Gedeon Freire de Alencar, Maxwell Pinheiro Fajardo
PDF
95-112
Rui de Souza Josgrilberg
PDF
113-126
Wanderley Pereira da Rosa
PDF
127-142
Breno Martins Campos
PDF
143-170
Marion Brepohl
PDF
171-194
Helmut Renders
PDF
195-227
Helmut Renders
PDF
229-240