Vida e Encarnação no ser humano, em Cristo e na pintura de Kandinsky. Leitura de Michel Henry

Etienne Alfred Higuet

Resumo


O meu objetivo neste ensaio é mostrar como a pintura de Wassily Kandinsky é uma verdadeira celebração da vida espiritual ou religiosa. Para alcançar esse fim, recorro à obra de Michel Henry Voir l’invisible (Ver o invisível), que comenta os estudos teóricos e as obras picturais de Kandinsky. Por sua vez, o estudo fenomenológico da vida na arte do pintor expressionista abstrato encontra os seus fundamentos na fenomenologia da vida e da carne, que Michel Henry desenvolve no seu livro Incarnation. Une philosophie de la chair (Encarnação. Uma filosofia da carne), no qual ele propõe uma filosofia do cristianismo, cujo centro é a ideia de encarnação do Verbo de Deus na carne humana, segundo o prólogo do Evangelho de João.

 


Palavras-chave


Fenomenologia, vida, carne, encarnação, expressionismo abstrato, Kandinsky.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/2176-1078/er.v34n2p41-69

 

            

       

        AE GLOBAL INDEX  SUMÁRIOS.ORG

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.