A questão da transcendência dos valores e do sentido da vida na análise existencial de Viktor Frankl

Thiago Antonio Avellar Aquino, Josilene Silva da Cruz

Resumo


Este artigo objetivou clarificar a questão do sentido da vida a partir da ótica da filosofia dos valores presente na Logoteoria de Viktor E. Frankl, atentando sobretudo para o diálogo entre a psicoterapia e a filosofia. Para tanto, realizou-se uma revisitação às suas principais obras e seus influenciadores, a exemplo de Max Scheler e sua teoria dos valores. A pesquisa foi de caráter bibliográfico, cujos resultados demonstraram que a teoria frankliana privilegia a consciência enquanto órgão do sentido como um fenômeno de caráter transcendental, e que os valores, nessa perspectiva, podem ser apreciados numa transcendência horizontal – enquanto realizáveis e acessíveis ao homem, e numa transcendência vertical – como a voz do Supra-ser.


Palavras-chave


Viktor Frankl. Transcendência. Valores. Consciência. Sentido da vida.

Texto completo:

PDF

Referências


ALLERS, R. Psicologia do caráter. Tradução N. L. Rodrigues. 4ed. Rio de Janeiro, Livraria Agir, 1958.

EUCKEN, R. O sentido e o valor da vida. Rio de Janeiro: Editora Opera Mundi, 1973.

FRANKL, V. E. Fundamentos Antropológicos da Psicoterapia. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1978.

FRANKL, V. E. Psicoterapia e sentido da vida. São Paulo: Quadrantes, 1989.

FRANKL, V. E. A questão do sentido em Psicoterapia. São Paulo: Papirus Editora, 1990.

FRANKL, V. E. A presença ignorada de Deus. Petrópolis: Vozes; São Leopoldo: Sinodal, 1992.

FRANKL, V. E. Logoterapia e análise existencial. Campinas: Editorial Psy II, 1995.

FRANKL, V. E. Psicoterapia y existencialismo: Escritos selectos sobre logoterapia, 2003.

FRANKL, V. E. A vontade de sentido: fundamentos e aplicações da logoterapia. [Trad. Ivo Studart Pereira]. São Paulo: Paulus, 2011.

FRANKL, V. E.; LAPIDE, P.. A busca de Deus e questionamentos sobre o sentido: um diálogo. 2ª ed. [Trad. Márcia Neuman]. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

FRANKL, V. E. Em busca de sentido: um psicólogo no campo de concentração. [Trad. W. O. Schlupp e Carlos C. Aveline]. 40ª ed. São Leopoldo: Sinodal; Petrópolis: Vozes, 2016a.

FRANKL, V. E. A presença ignorada de Deus. [Trad. Walter O. Schlupp e Helga H. Reinhold]. 17ª ed. São Leopoldo, RS: Sinodal; Petrópolis: Vozes, 2016b.

HEIMSOETH, H. A filosofia do século XX. Coimbra: Editora Armênio Amado, 1982.

HESSEN, J. Teoria do conhecimento. Coimbra: Editora Armênio Amado, 1968.

MONDIN, B. Os valores fundamentais. Bauru, SP: EDUSC, 2005.

MOUNIER, E. O personalismo. São Paulo: Centauro Editora, 2004.

PLATÃO. Diálogos: Teeteto (ou do conhecimento), Sofista (ou do ser), Protágoras (ou sofistas). Bauru, SP: EDIPRO, 2007.

SCHELER, M. Da reviravolta dos valores. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994.

SCHELER, M. A posição do homem no cosmos. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2003.

WOJTYLA, K. Max Scheler e a ética cristã. Curitiba: Champagnat, 1993.

XAUSA, I. O sentido dos sonhos na psicoterapia em Viktor Frankl. Belo Horizonte: Editora Artesã, 2019.




DOI: https://doi.org/10.15603/2176-1078/er.v34n2p351-367

 

            

       

        AE GLOBAL INDEX  SUMÁRIOS.ORG

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.