Maria no Brasil contemporâneo: libertadora, carismática e pop

Rodrigo Portella

Resumo


O artigo pretende visualizar alguns rostos que a Virgem Maria tem assumido no Brasil nos últimos 40 anos. Para tal objetivo se fez o seguinte recorte: Maria na teologia da libertação; Maria na renovação carismática católica. Como adendo, também se faz breve análise de Maria na cultura pop, análise que, neste caso, extrapola as fronteiras nacionais. É pretendido, portanto, apresentar como as sensibilidades teológicas e eclesiais contemporâneas, particularmente no Brasil, têm interpretado, simbolicamente, a figura de Maria, tanto no interior da Igreja Católica (os dois primeiros casos) como fora dela. Pelos limites impostos a um artigo, discute-se, aqui, apenas alguns casos específicos que, entretanto, poderiam servir como paradigmas. A metodologia é baseada na ciência da religião em diálogo com a teologia, e na análise de material devocional literário, musical e iconológico. A partir desta metodologia e do material utilizado na pesquisa, é compreendido que a fé católica, em suas expressões populares e, também, teológicas, busca, contemporaneamente, a interpretação sobre Maria ancorada em sensibilidades que, logicamente, em muito devem aos contextos sociais, políticos, econômicos e culturais em que está inserida.  


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-1078/er.v32n1p61-84


 

           

 

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.