Mídia Cristã e Ditadura Civil-Militar no Brasil: Memória dos Silenciamentos no jornal Expositor Cristão da Igreja Metodista

Marcelo Moreira Ramiro, Magali do Nascimento Cunha

Resumo


Este artigo tem por objetivo investigar qual foi o papel do jornal Expositor Cristão da Igreja Metodista frente ao posicionamento político da denominação durante a ditadura civil-militar brasileira. O referencial teórico buscará o diálogo entre os estudos sobre mídias cristãs no Brasil com conceitos sobre memória e silenciamento. O trajeto para o alcance do objetivo tomará por base metodológica a pesquisa bibliográfica e a análise de discurso, tendo como corpus o referido jornal em edições publicadas em 1968. Esse recorte leva em consideração a importância histórica do período: trata-se do ano em que foi emitido o AI-5 (Ato Institucional Nº 5) e também o ano do fechamento da Faculdade de Teologia da Igreja Metodista pelos processos de repressão interna. Serão identificados os ditos e os não-ditos das matérias publicadas pelo veículo no período em questão, relacionando os sentidos às conclusões da Comissão Nacional da Verdade sobre as violações de direitos humanos que envolveram metodistas durante o regime.


Palavras-chave


Memória; Comunicação; Ditadura Civil-Militar; Silenciamento; Discurso.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-1078/er.v32n1p3-23

 

           

 

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.