Religiosidade Laica: autopoiesis precária e solidariedade dos sem religião das periferias

Marcos Nicolini

Resumo


Os institutos de pesquisa têm apontado para o pluralismo crescente de sociedades, como a brasileira, destacando-se os sem religião. Embora expressivos, nomeá-los como tal torna problemático a conceituação e a análise, a partir dos paradigmas prevalecentes. Pretendemos apontar alguns limites deste ferramental e creditar aos sem religião a autonomia crítica e autodeclaratória. Deste reconhecimento, buscaremos a via testemunhal, daqueles que produzem narrativas de si, precárias. Reconhecemos a racionalidade destes que produzem sua religiosidade, articulada a uma ética cosmopolita, que se volta ao indivíduo concreto com o qual compartilha espaços e bens. Dialogamos com os sem religião de periferias brasileiras, cujo desprovimento de reconhecimento, além daquele dado por si e seus pares, permite anunciar a autopoiesis e demanda por novos paradigmas.


Palavras-chave


Pluralismo, sem religião, periferia urbana

Texto completo:

PDF

Referências


AGAMBEN, Giorgio. El reino y la gloria. Buenos Aires, AR: Adriana Hidalgo, 2008

APPIAH, Anthony. Cosmopolitismo. Lisboa: Europa América, 2008

BAUBERÓT, Jean; MILOT, Micheline. Laïcité sans fronteires. Paris: Éditions du Seuil, 2011

BELLAH, Robert; MADSEN, Richard and others. Habits of the heart: Individualism and commitment in American life. Los Angeles: California University, 2007.

BENJAMIN, Walter. Capitalismo como religião, O. São Paulo: Boitempo, 2013

BOUDON, Raymond. Relativismo, O. Lisboa, PO: Gadiva, 2009

COTTER, Christopher R. Without God yet not without nuance: A qualitative study of atheism and non-religion among Scottish University studentes. In: Atheist identities – Spaces and Social Context, v. 2, p. 171-193, 2014

DWORKIN, Ronald. Religion without God. Washington, DC: Library of Congress, 2013.

EAGLETON, Terry. Morte de Deus na cultura, A. Rio de Janeiro: Record, 2016

FONSECA, Alexandre. Nova era evangélica, confissão positiva e o crescimento dos sem religião. Extraído de: https://numen.ufjf.emnuvens.com.br/numen/article/view/855/740, em 31/08/2017

FREUD, Sigmund. Futuro de uma ilusão, O. Rio de Janeiro: Imago, 1996a

FREUD, Sigmund. Mal-estar na civilização, O. Rio de Janeiro: Imago, 1996b

GIDDENS, Anthony; BECK, Ulrich; LASH, Scott. Modernização reflexiva: Política , tradição e estética na ordem social moderna. São Paulo: UNESP, 2012

GOMES, Aline Ferreira; PETTV, Luiz Fernando. Luz e razão: a sede de Goya. Extraído do http://www.unicamp.br/chaa/PDFTrabs/MI-Osonodarazao.pdf em 31/08/2017

KLOSSOWSKI, Pierre. Nietzsche e o círculo vicioso. Rio de Janeiro: Pazulin, 2000

LÖWITH, Karl. Marx. In: Sentido da história, O. Lisboa, PO: Ed. 70, 1991

LÖWITH, Karl. O problema da cristandade. In: De Hegel a Nietzsche: A ruptura revolucionária no pensamento do século XIX – Marx e Kierlegaard. São Paulo: UNESP, 2014

LUIZ, Ronaldo Robson. Religiosidade dos sem religião, A. Porto Alegre. Ciências Sociais e Religião, ano 15, n. 19, p 73-88, Jul/Dez 2013

LYOTARD, Michael. Condição pós-moderna, A. 12a ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2010

MAFRA, Clara. Números e narrativas. Porto Alegre: Debates do NER, ano 14, n. 24, p. 13-25, jul./dez. 2013

MARRAMAO, Giacomo. Céu e terra. São Paulo: UNESCO, 1997.

MILOT, Micheline. La Laïcité. Montreal, CA: Novalis, 2008

MONIZ, Jorge Botelho. Teorias da secularização e da individualizaçãoo em análise comparada. São Bernardo do Campo: Revista Estudos de Religião, v. 31, n. 2, 2017

NICOLINI, Marcos Henrique de Oliveira. Pensar uma laicidade cosmopolita. Juiz de Fora: PLURA, Revista de Estudos de Religião, vol. 7, n.1, 2016, p. 372-404

NICOLINI, Marcos Henrique de Oliveira. Religião e poder civil, arranjos e resistências: a autenticidade da religiosidade laica nas periferias. Curitiba: CRV, 2017

NIETZSCHE, Friedrich. Crepúsculo dos Ídolos. Lisboa, PO: Ed. 70, 2002

PIERUCCI, Antonio Flávio. Secularização em Max Weber: da contemporânea serventia de voltarmos acessar aquele velho sentido. São Paulo: Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 13, n. 37, jun. 1998

RIVERA, Paulo Dario Barrera. Introdução. In: Evangélicos e periferia urbana em São Paulo e Rio de Janeiro: Estudos de sociologia e antropologia urbanas. Curitiba, PR: CRV, 2012

RIVERA, Paulo Dario Barrera (Org.). Diversidade religiosa e laicidade no mundo urbano Latino-Americano. Curitiba: CRV, 2016

RODRIGUES, Denise dos Santos. Religiosos sem igreja: um mergulho na categoria censitária dos sem religião. São Paulo: REVER, Revista de Estudos da Religião, n.4, pp. 31-56, dez/2007

RODRIGUES, Denise dos Santos. Sem religião nos censos brasileiros, Os: sinal de uma crise de pertencimento institucional. In: Dossiê: Religião e o censo IBGE 2010. Belo Horizonte. PUC-MG: Horizonte, v. 10, n. 28, p.1130-1153, 2012

ROUANET, Sérgio Paulo. Ética e Antropologia. In: Estudos Avançados, vol.4, n.10, São Paulo, set./dez. 1990, p. 110-150. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40141990000300006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt>. Acesso em 03/03/16

STEPHAN, Ana Maria. Deslocamento da religião do discurso dos adolescentes. In: Adolescentes e a poética das religiosidades: Reflexões sobre (des)crenças e invenções. Juiz de Fora: Tese de Doutorado apresentada ao PPG-CD da UFJF, 2013

TRILLING, Lionel. Sinceridade e autenticidade: A vida em sociedade e a afirmação do Eu. São Paulo: É Realizações, 2014

VERDELHO, Telmo. Clérigo/Leigo: nota filológica. In: Variações sobre o tema anticlerical. Aveiro, PO: Universidade de Aveiro: Centro de Línguas e Cultura, 2004

VILLASENOR, Rafael Lopes. Crise institucional: os sem religião de religiosidade própria. São Paulo: Revista Nures, no. 17, Janeiro/Abril 2011




DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-1078/er.v31n3p179-205

 

           

 

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.