Cruz e Chamas como logotipo, ornamento, arte litúrgica e símbolo religioso

Helmut Renders, Ana Lídia Albuquerque

Resumo


Investiga-se neste artigo o Cruz e Chamas, inicialmente, logotipo da Igreja Metodista Unida, que, no Brasil adquiriu diferentes significados dependendo da sua presença fora e dentro de templos da Igreja Metodista no Brasil. Para isso, estudam-se as relações entre espaços, significados e funções, com a ajuda das categorias logotipo, ornamento, arte litúrgica e símbolo religioso. O método combina um estudo bibliográfico com uma pesquisa de campo pare registros fotográficos do exterior e interior de quatorze templos da Igreja Metodista situados na região do ABCD Paulista (municípios de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Diadema).


Palavras-chave


Cultura Visual Religiosa; Igreja Metodista [no Brasil]; Cruz e Chamas; logotipo; or-namento; símbolo religioso.

Texto completo:

PDF

Referências


APPLETON, LeRoy H.; BRIDGES, Stephen. Symbolism in liturgical art. New York: Scribner, 1959.

BESANÇON, Alain. A imagem proibida: uma história intelectual da iconoclastia. Trad. Carlos Sussekind. Rio de Janeiro, RJ: Bertrand Brasil, 1997.

BREDEKAMP, Horst. Teoria do acto icónico. Tradução: Artur Morão. Lisboa: KKYM, 2015. 304p

FERNANDES, Vladimir. “Mito e Religião na Filosofia de Cassirer e a Moral Religiosa. In: No-tadum, São Paulo, vol. 7, n. 11 (2004). Disponível em: . Acesso em: 9 maio 2017.

IGREJA METODISTA. Cruz e chama. In: Página da Igreja Metodista no Brasil. Dis-ponível em: . Acesso em: 10 out. 2017.

HARDIN, H. Grady; QUILLIAN, JR, Joseph D.; WHITE, James F. White. The cele-bration of the gospel: a study in Christian worship. New York / Nashville: Abing-don Press, 1964.]

HICKMAN, Hoyt L. United Methodist altars: a guide for the local church. Nashville, TN: 1984.

IGREJA METODISTA UNIDA. “A mark known the world over”. Página da United Methodist Church. In: Disponível em: < http://www.umc.org/resources/a-mark-known-the-world-over >. Acesso em: 4 nov. 2017.

JONES, Owen. The Sermon on the Mount. Gospel of St. Matthew, chapters V. VI. VII. (Illuminated by Owen Jones.) B.L. London: Longman & Co., 1845.

JONES, Owen. 1001 Illuminated Initial Letters: 27 Full-Color Plates. London, Day & Son, 1864; Facsimile - Dover: Dover Publications, 2012.

JONES, Owen. The book of common prayer, and administration of the sacra-ments, and other rites and ceremonies of the church, according to the use of the United church of England and Ireland. With notes. Illuminated: and illustrated with engravings from the works of the great painters. London: J. Morray, 1845.

JONES, Owen. The grammar of ornament: a visual reference of form and colour in architecture and the decorative arts. London: Day and Son, 1856. [Facsimiles - Londres: Lewes Ivy Press 2016; Kalpaz, New Delhi, India: Distributed by: Gyan Book Pvt. Ltd. 2017; em alemão: Grammatik der Ornamente: illustriert mit Mus-tern von den verschiedenen Stylarten der Ornamente in Hundert und Zwölf Tafeln. Nördlingen: Greno 1987 e Köln: Parkland, 1997.

JONES, Owen. The Sermon on the Mount. Gospel of St. Matthew, chapters V. VI. VII. (Illuminated by Owen Jones.) B.L. London: Longman & Co., 1845.

JONES, Owen. The song of songs which is Salomons. Illuminated by Owen Jones. London: 1849.

JONES, Owen; WARREN, Henry; WARREN, Albert. The history of Joseph and his brethren: Genesis chapters XXXVII. XXXVIII. XL. London: Published by Day and Son, Lithographers to the Queen & H.R.H. The Prince of Wales, [1865?]

KILDE, Jeanne Halgren. Sacred power, sacred space: an introduction to Christian ar-chitecture and worship. Oxford: Oxford University Press, 2008

KIRST, Nelson. Nossa liturgia: das origens até hoje. São Leopoldo: Sinodal, 1993. 47 p.

MORGAN, David. “The Enchantment of Art: Abstraction and Empathy from German Romanticism to Expressionism”. In: Journal of the History of Ideas, Pennsylvania, vol. 57, n. 2, p. 17-341 (abr. 1996). Disponível em: URL: http://www.jstor.org/stable/3654101 Acesso em: 10 maio 2017.

MORGAN, David. The Ecology of Images: Seeing and the Study of Religion. In: Reli-gion and Society: Advances in Research, vol. 5, n. 83–105 ((2014)

NELSON, Louis P (ed.). American Sanctuary: understanding sacred spaces. Bloom-ington and Indianapolis: Indiana University Press, 2006.

PUGIN, Augustus Welby Northmore et al. (orgs). Glossary of ecclesiastical orna-ment and costume, compiled from ancient authorities and examples. London: Herny G. Bone, 1846.

RAMOS, Luiz Carlos. Em espírito e em verdade: curso prático de liturgia. São Ber-nardo do Campo: Editeo, 2008. 144 p. (Série Cristianismo prático, vol. 2).

RENDERS, Helmut. Raízes, projetos, mentalidades e perspectivas da religião “cor-dial” do Brasil: uma viagem em busca da alma brasileira. Relatório do estágio de pós-doutoramento, supervisionado por Zwinglio Mota Dias. Programa de Pós-Graduação de Ciência de Religião, Universidade Federal de Juiz de Fora. Juiz de Fora, 2011. 274p com 254 figuras.

RENDERS, Helmut. Deus, o ser humano e o mundo nas linguagens imagéticas da reli-gião do coração: códigos e projetos. In: Revista Pistis et Praxis, Curitiba, v. 1, n. 2, p. 373-413 (jul./dez. 2009).

RENDERS, Helmut. “O fundamentalismo na perspectiva da teoria da imagem: distin-ções entre aproximações iconoclastas, iconófilas e iconólatras às representações do divino”. In: Estudos de Religião, ano XXII, n. 35, 87-107 (jul./dez. 2008). Disponí-vel em: https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/ER/article/view/174/184.

RENDERS, Helmut. Revelação de Deus e resposta humana na perspectiva na perspec-tiva da teoria da imagem. In: Revista Caminhando, SBC, SP, v. 11, n. 18, p. 55-68 (jul./dez. 2006).

STEGERS, Rudolf. Entwurfsatlas Sakralbau. Basel: Birkhäuser, 2008.

WHITE, James F. Introdução ao culto cristão. Walter O. Schlupp. 2. ed. São Leopol-do: Sinodal: IEPG, 2005. 267p.




DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-1078/er.v32n1p159-190


 

           

 

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.