Teologia é no plural – Hugo Assmann e a Teologia Latino-Americana da Libertação

Claudio de Oliveira Ribeiro

Resumo


A singularidade da teologia de Hugo Assmann pode ser encontrada em vários aspectos. O texto destaca três deles: a busca incessante pelo “fato maior” de cada momento da história, para que a teologia possa responder, o mais adequadamente possível, aos desafios do tempo presente; a ânsia em forjar uma compreensão ecumênica da vida e da teologia, a fim de que os esforços teológicos não sejam reféns das ‘amarras’ eclesiásticas; e o anúncio, em tom retumbante, de que o Reino de Deus não se esgota na história, mas vai além, e por isso, ajuda a relativizar os projetos humanos, horizontalizantes demais, que tendem a se tornar idolátricos. As três buscas acompanharam o teólogo e possibilitara-lhe, ao longo das décadas de produção científica, que novos enfoques fossem dados, novos temas assumidos e uma compreensão teológica plural formulada e indicada.


Palavras-chave


Assmann; Teologia da Libertação; Pluralismo; Método teológico.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-1078/er.v24n38p92-100

 

           

 

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.