Estratégia de operações: utilização da eficiência global de equipamentos como estratégia competitiva

Martin André Hirsch, Rejane Maria Alievi, Ingridi Vargas Bortolaso, Márcio Lopes Pimenta, Cláudio Heleno Pinto da Silva

Resumo


A competitividade nos setores da construção civil e mineração têm exigido que as empresas encontrem alternativas estratégicas eficazes. O estudo busca contribuir com a utilização da eficiência global de equipamentos (OEE) como ferramenta gerencial na obtenção de ganhos de produtividade e vantagem competitiva em uma prestadora de serviços que trabalha com grandes equipamentos. Foram levantados os atuais indicadores, as possíveis falhas no seu gerenciamento, os impactos e as proposições de melhorias advindas da análise de aplicabilidade da OEE. Trata-se de um estudo de caso único, com abordagem quali-quanti, com a realização de entrevistas na fase qualitativa e o emprego de fórmulas e cálculos da OEE na fase qualitativa. Os resultados mostraram que a aplicabilidade da OEE apresentou relevante potencial gerencial para a tomada de decisões da empresa, além de representar uma ferramenta para o ganho de produtividade e um importante instrumento estratégico na obtenção de vantagens competitivas.


Palavras-chave


Eficiência Global de Equipamentos; OEE; Vantagens competitivas; Produtividade; Estratégias

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v18n35p245-268

Revista Organizações em Contexto (ROC) - Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.