Saber Local e Marketing: Construindo uma definição sobre Artesanato de Experiência a partir da Grounded Theory

Jade Castro Souza, Carlos Everaldo Silva Costa, Valdemir da Silva, Beatriz Gondim Matos, Rodrigo César Oliveira

Resumo



O objetivo do estudo é construir um diálogo entre saber local (o das artesãs) e ciência (o da Administração), guiado pelo método Grounded Theory. Com ontologia idealista e epistemologia interpretativista, o lócus é a Ilha de Santa Rita, maior ilha lacustre do Brasil e uma Área de Proteção Ambiental (APA), é uma comunidade cujos frequentadores externos são os: clientes de restaurantes entre os magues; convidados de festas nos sítios margeados pelas lagoas Mundaú e Manguaba; e praticantes de remo e stand up paddle em uma escola especializada. Com abordagem qualitativa, utilizou ferramentas da GT, que remete ao reforço teórico após os achados. Sobre a coleta, os dados primários, guiados por memorandos, foram coletados junto às artesãs via observação participante, entrevistas intensivas e conversas em grupo. Já os secundários foram os produtos das artesãs. A pesquisa, entre outubro de 2018 e dezembro de 2019, interpretou relatos que revelaram a necessidade de que os produtos fossem melhores divulgados e, por mérito, o marketing reforçou tais achados. Como considerações, o estudo, que respeitou as singularidades locais, elaborou uma ação de divulgação para enfatizar a identidade visual a ser exposta naqueles espaços frequentados, emergindo a noção de artesanato de experiência.

Palavras-chave


Artesanato de Experiência; Marketing; Saber Local; Ilha de Santa Rita, AL; Grounded Theory.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v18n35p293-315

Revista Organizações em Contexto (ROC) - Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.