Formação e construção da identidade de estudantes de administração

Danilo Amaral da Fonseca, Angelo Brigato Ésther

Resumo


O objetivo da pesquisa é compreender o papel da universidade, especialmente do currículo, na construção da identidade do administrador-em-formação, sob a ótica dos graduandos e professores do curso. Foi realizado um estudo de caso em uma universidade federal em Minas Gerais. A etapa quantitativa consistiu na aplicação de um questionário aos estudantes de todos os períodos do curso em oferta em determinado semestre letivo. A fase qualitativa empreendeu entrevistas com estudantes do início e do último período, e com professores de áreas distintas. Os dados foram analisados por meio da análise temática. Os dados quantitativos foram analisados por meio de estatística descritiva básica. Os resultados apontam para uma formação que articula uma concepção tecnicista e uma humanista, percebida tanto pelos estudantes quantos pelos professores de modo relativamente ambígua e contraditória, mas tendendo ao tecnicismo. A identidade, neste sentido, tende a ser construída, ainda, de modo fetichizado, baseado em ideais amplamente difundidos pelo senso comum.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v18n35p317-342

Revista Organizações em Contexto (ROC) - Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.