A Indústria Calçadista no Âmbito das Cadeias Produtivas Globais

Aline Correia de Sousa Colantuono, Naina Correia de Sousa

Resumo


A globalização industrial tem propiciado grandes mudanças em todo o mundo. O sistema produtivo e o comércio integraram-se, e as nações se especializaram em diferentes ramificações da manufatura. Entre os anos 1970 e 1990, o Brasil, a Coréia do Sul e Taiwan eram os principais produtores e exportadores de calçados do mundo em desenvolvimento. Com o aumento do custo salarial dos países asiáticos, decorrente do avanço de seus processos de industrialização, as vendas externas deles foram superadas pelas exportações de outras economias, tais como: China, Indonésia e Vietnã. Para compreender a lógica desses movimentos, usou-se da pesquisa explicativa, bibliográfica e qualitativa, a fim analisar a reestruturação e a deslocalização da indústria calçadista mundial, por meio do estudo das cadeias produtivas globais. 


Palavras-chave


Indústria Calçadista, Externalização da Manufatura, Concorrência Mundial

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/2176-9583/refae.v9n1p15-41

 

Revista da Faculdade de Administração e Economia

ISSN: 2176-9583
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.