Projeção dos Índices de Desempenho em Instituições Financeiras Brasileiras

Edson Roberto Macohon, Nelson Hein, Neusa Gonçalves Sala

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar a projeção dos índices de desempenho das instituições financeiras brasileiras. A pesquisa é caracterizada como pesquisa descritiva, documental e quantitativa. Foram utilizados dados de índices financeiros disponibilizados no banco de dados Economática, com posições consolidadas em dezembro de cada ano, para os exercícios correspondentes aos anos de 2005 a 2011, para 32 empresas atuantes no mercado de finanças e seguros brasileiro, com ações negociadas na BM&FBovespa. A técnica estatística utilizada foi Regressão Linear, o software adotado foi o Statgraphics. Verificou-se que a partir dos testes efetuados para os indicadores dos últimos seis anos selecionados do padrão USBank é possível prever com alto grau de confiabilidade o comportamento dos índices para o próximo ano, identifica-se que os índices que possuem maior tendência explicativa são Rentabilidade do Ativo (RentAt), Exigibilidade do Ativo (Exg/At), Margem Bruta (Marg/Bru) e Rentabilidade do Patrimônio Liquido Médio (RentPat(med)), é possível dizer que estes indicadores sofrem menos volatilidade e são mais estáveis frente ao comportamento do mercado. As análises realizadas apontam que os indicadores Lucro por Ação (LPA) e Exigibilidade do Patrimônio Líquido (Exig/PL) podem prever com menor grau de certeza o comportamento dos índices para o próximo ano.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/2176-9583/refae.v9n1p80-100

 

Revista da Faculdade de Administração e Economia

ISSN: 2176-9583
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.