Qualidade de vida no trabalho e a ergonomia como fator de influência na produtividade

Caroline Rorato, Antonio Carlos Estender

Resumo


Este artigo objetiva demonstrar como a ergonomia pode melhorar significativamente a eficiência, produtividade e a prática de tarefas com mais conforto, segurança e saúde nos postos de trabalho e na vida dos colaboradores das organizações envolvendo a relação do homem com o ambiente e as necessidades de qualidade, de produtividade e de redução de custos para a organização, mantendo a motivação e resultando em inúmeros benefícios. Visa também solucionar problemas, no caso, como os fatores ergonômicos podem trazer benefícios tanto à saúde do trabalhador quanto a produtividade da empresa. Com o objetivo de melhorar a eficiência organizacional, como a produtividade, realizando estudo de caso, entrevistas para levantar dados relevantes a respeito de como a ergonomia pode ser um fator importante para um local de trabalho saudável e para um bom andamento na produtividade da organização.  Foram analisados as condições de trabalho e os sintomas mais frequentes que o trabalhador possa apresentar, pois esses fatores são sintomas de um ambiente de trabalho não ergonômico e que pode trazer prejuízos tanto à saúde do trabalhador quanto a produtividade da empresa.


Palavras-chave


Colaborador, Ergonomia, Produtividade, Qualidade de vida, Organização

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/2176-9583/refae.v9n2p44-65


 

Revista da Faculdade de Administração e Economia

ISSN: 2176-9583
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.