Análise empírica da volatilidade do etanol: aplicação de modelos ARCH nos preços à vista e futuros no período 2011-2015

Ramon Rodrigues dos Santos

Resumo


Esta pesquisa teve a finalidade de analisar a dinâmica e a transmissão da volatilidade dos preços à vista e futuros do etanol pelos modelos ARCH, GARCH, EGARCH e TARCH.  A amostra utilizada nesta pesquisa é composta pelas cotações diárias do etanol hidratado spot negociado na base de Paulínia (SP), disponibilizadas pelo CEPEA/ESALQ e das cotações futuro na CBOT (Chicago Board of Trade) Denatured Fuel Ethanol Futures), no período de 03/10/2011 a 27/11/2015, em um total de 2.032 observações. Dentre os modelos analisados, destaca-se que os modelos EGARCH (2,2) para o spot e EGARCH (1,2) para o futuro são os que possuem o melhor ajustamento da série, considerado os Critérios de Informação de Akaike (AIC) e de Schwarz (SC), demonstrando um efeito assimetria principalmente na série de retornos futuros do etanol, e mostrando que os impactos resultantes dos choques positivos e negativos foram diferenciados na volatilidade, dentro do período analisado.

Palavras-chave


Etanol. Volatilidade. Modelos ARCH.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/2176-9583/refae.v10n1p109-128

 

Revista da Faculdade de Administração e Economia

ISSN: 2176-9583
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.