Acolhimento institucional de crianças e adolescentes: gestão para proteção integral e defesa de cidadania
http://dx.doi.org/10.15601/1983-7631/rt.v9n16p70-82

Liziane Vasconcelos Teixeira Lima, Maria Lúcia Miranda Afonso

Resumo


Resumo

O presente artigo aborda a gestão das entidades de acolhimento institucional para crianças e adolescentes, que enfrentam, hoje, o desafio de um processo de reordenamento institucional a partir das normativas oficiais. Como metodologia, procede a uma revisão bibliográfica para embasar uma discussão sobre a gestão das entidades. Inicialmente, contextualiza a mudança, na política pública para a criança e o adolescente, do paradigma da situação irregular para a doutrina da proteção integral. Analisa a atual necessidade do reordenamento institucional e as dificuldades das entidades de acolhimento nesse processo. Buscando contribuir para a superação dessas dificuldades, apresenta o projeto político-pedagógico como elemento central no processo de reordenamento institucional, na perspectiva da promoção e defesa dos direitos das crianças e adolescentes. Nessa direção, oferece elementos para a gestão e a qualidade do serviço: organização do prontuário da criança/adolescente e elaboração do fluxograma que orienta o atendimento. 

 

 


Palavras-chave


Gestão social; Acolhimento Institucional; Crianças e Adolescentes; Reordenamento Institucional.

Texto completo:

PDF-A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.