A Cristologia da Libertação de Juan Luis Segundo em diálogo com a Cristologia da Liberdade de Dostoievski

Claudinei Fernandes Paulino da Silva

Resumo


Este artigo pretende dialogar a cristologia de Juan Luis Segundo e a cristologia presente na literatura de Fiódor Machailovich Dostoievski, tendo como principais interlocutores Nicolas Berdiaeff e Luis Felipe Ponde. A cristologia de Juan Luis Segundo é trabalhada a partir dos sinóticos, a origem de Jesus de Nazaré nas primeiras comunidades, o deslocamento de sua significação histórica e o seu projeto libertador e humanizador. Em relação a Dostoievski, apresenta-se parte de sua biografia, sua perspectiva cristológica - aquilo que o texto chama de cristologia literária - dentro de uma análise critica dos autores mencionados, encerrando com a lenda do “Grande Inquisidor” num diálogo com Juan Luis Segundo, além das considerações finais. O método é a aproximação de Juan Luis Segundo com sua Cristologia da libertação e Dostoievski com a Cristologia da liberdade a partir da análise de seus críticos e de parte de sua literatura.


Palavras-chave


Dostoievski, Segundo, Liberdade, Libertação, Jesus.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1677-2644/correlatio.v7n14p46-62

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.